BRASÍLIA

CULTURA E EVENTOS

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO – CORA CORALINA: Fada Cristalina

Publicados

CULTURA E EVENTOS

Gustavo Dourado Ana Lins Guimarães Bretas Nossa Cora Coralina Veio ao mundo em Goiás Fada de alma cristalina É dádiva do Cerrado Poeta diamantina No ano de oitenta e nove(1889) 20 de agosto nasceu Bem a frente do seu tempo Muita história concebeu Mulher: papel social Cora sempre empreendeu Desde menina escrevia Teve primária instrução Ana da Ponte da Lapa Doceira por profissão Nas faculdades da vida Fez sua revôolução Personagem planaltina Tradição do Interior Cursou as primeiras letras Teceu a arte do amor A sua mestra foi Silvina Professora de louvor Iniciou aos quatorze A sua arte da escritura Poemas e cronicontos Ritmados com ternura Sua “Tragédia na Roça” Primeira literatura 1911 Fugiu com o namorado Cantídio Tolentino Foi o homem bem amado Foi o pai dos seus seis filhos O amante enamorado Tem São Paulo em sua história Foi em Jabuticabal Lá casou-se com Cantídio Foi mãe-mulher sem-igual Bem amou a sua família Com carinho fraternal Semana de Arte Moderna Não pode participar O seu marido não deixou Foi dose para amargar Mário e Oswald de Andrade Só puderam resmungar No ano um, nove, três, quatro (1934) Seu marido faleceu Foi um baque para Cora Cora não esmoreceu Para criar sua família Muito doce ela vendeu Ano um nove cinco seis(1956) Para Goiás retornou Na velha casa da ponte Novamente ela morou Luta, doce, poesia Sua voz não se calou Em seu retorno a Goiás Renovou-se a criação Vivificou a sua obra Com fé e elaboração Tem verve de cordelista Fez bela transmutação No ano um, nove, seis, cinco(1965) Primeiro livro editado Versos: Becos de Goiás O texto foi publicado Os versos de uma mulher Que orgulha o seu Estado Casa Velha da Ponte Fez “Meu Livro de Cordel” Poemas Becos de Goiás E“Estórias Mais”no papel Tesouro da Casa Velha Sua poesia hidromel Escreveu “Os Meninos Verdes” “Vintém de Cobre” nos deu Deixou poemas inéditos Vasta obra empreendeu Sobre o Brasil e sua gente Presença no verso seu Livro “A Moeda de Ouro” Viagem ao mundo infantil Ela amava as crianças Cora adorava o Brasil Merece toda homenagem Nossa Cora…Nota mil É Cora vida-coragem “Cântico da Volta” soou Sua terra e o seu povo Como ninguém, exaltou Doutora Honoris Causa Cora a vida doutorou Foi bem longa a sua vida Ganhou notoriedade É símbolo da mulher Luz da criatividade Recebeu grande elogio Do vate Drummond de Andrade Un grande prêmio da crítica Pela APCA recebeu Troféu Cora Coralina O Estado do Rio lhe deu Faculdades de Goiás Sua arte reconheceu Culinária, tradição Mais religiosidade É um mito do Sertão Uma deusa da saudade Talentosa e criativa: Lutou pela liberdade Conquistou o Juca Pato Vários prêmios recebeu No Encontro das Mulheres O povo a reconheceu Escritora luminosa Tanto fez que mereceu Ano mil, nove, oito, cinco(1985) A 10 de abril faleceu Foi morar no paraíso São Pedro sua obra leu La na eterna academia Ganhou 10 do Galielu Cora é um bom exemplo Pra nossa brasilidade Mulher empreendedora Alta personalidade Cultivou boa poesia Foi ás da fraternidade Cristalizou mel doçura Com sua simplicidade A sua poesia é bela Flui a arte da verdade Cora Coralina é luz: No mundo da eternidade Sua poesia é direta Tem engenho e primor Sensível e humanista De um infinito valor Ana Cora Coralina É deusa em forma de flor

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NOS EVENTOS- Exposição "Snoopy 70 anos"
Propaganda

CULTURA E EVENTOS

FOCO NO EVENTO – Cassia Rejane – Muito Mais que Eller

Publicados

em

Por Karla Lopes

Cassia Eller, cantora, compositora e instrumentista, que faleceu em dezembro de 2001, e que é ícone do rock brasileiro terá sua vida cantada pela Trupe Lendas e Canções no espetáculo “Cássia Rejane – Muito Mais que Eller”.

Dirigido por Eliéser Lucena, o show é uma contação de histórias e relatos vividos com os irmãos, familiares e amigos, trazendo a versão humana de uma mulher que quebrou várias barreiras.

Cássia, nasceu no Rio de Janeiro e foi uma representação feminina em um mundo extremamente masculino do rock, trazendo potência e ganhando além de prêmios, fã devotos, até hoje, 21 anos depois de sua morte.

O show acontecerá no sábado, 01 de outubro, no SESC de Taguatinga Norte – Teatro Paulo Autran.

Fonte: @matrizcultural
Imagem: @matrizcultural

 

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NOS EVENTOS- Exposição "Snoopy 70 anos"
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA