BRASÍLIA

Empreendedorismo

FOCO OS NEGÓCIOS – Empreendedores apostam no marketing digital para aumentar vendas

Na pandemia novos negócios nasceram no digital e empresas físicas tiveram que se adaptar ao formato

Publicados

EMPREENDEDORISMO

A transformação digital fez parte de 87,5% das empresas brasileiras, em 2020, segundo levantamento do Índice de Transformação Digital Dell Technologies. O olhar mais intensificado das empresas para o universo digital já era algo esperado para os próximos anos. Com a pandemia, no entanto, o movimento foi acelerado, resultando em um boom tanto de novos negócios nascidos no digital, quanto de empresas físicas que tiveram que se adaptar ao formato.

A pesquisa “Panorama de Negócios Digitais Brasil” apontou que 54% dos empreendedores digitais começaram a empreender durante a pandemia. Criada um pouco menos antes desse período, a marca de moda praia Lia Presenti, da estilista baiana de mesmo nome, foi uma das empresas que tiveram que superar o desafio imposto pelo isolamento social. Vendendo suas peças exclusivamente pela internet, a aposta de Lia foi se concentrar no perfil da loja no Instagram, o @liapresentioficial.

“Criei minha vitrine no Instagram e fui anunciando meus produtos. O empreendimento se popularizou e hoje já somos mais de 94 mil seguidores que ajudam a fortalecer nossa marca e levá-la para vários cantos do mundo. O trabalho é constante, mas confio na nossa qualidade e na equipe que trabalha comigo, isso também é essencial para nosso progresso. Com certeza 2022 promete”, conta a estilista que já vestiu celebridades e teve peças vendidas até nos Estados Unidos e Itália.

Gerenciar bem para ter retorno em lucros

Seja digital ou totalmente físico. No fim, o que importa mesmo é que todo empreendimento seja bem gerenciado para oferecer lucros. “O empreendedor precisa conhecer seu negócio, entender quem é o público-alvo para adotar medidas assertivas e realizar um gerenciamento financeiro. Um empreendimento, seja virtual ou físico, deve ter um planejamento orçamentário”, destaca Gildenor Leite, administrador e coordenador do curso de Administração da Faculdade Pitágoras Maceió.

Leia Também:  Foco na tecnologia! Cabo submarino que liga Brasil à Europa começa a operar em junho

 

Gildenor ainda ressalta que principal diferença é que em uma loja virtual o seu investimento de captação acaba ficando por conta das ferramentas de anúncios em buscadores e nas redes sociais. Neste caso é necessário ter inteligência na hora do investimento. O profissional lista (confira abaixo) as principais dicas para quem quer administrar um negócio digital.

Entenda do mercado digital

Vender em loja física é muito diferente. Por isso, saiba o preço do seu produto para te gerar lucro. Lembre-se que a venda na internet exige outros cuidados como: custo da hospedagem do site, taxa cobrada pelo meio de pagamento que vai escolher, prazo para o dinheiro entrar na sua conta, custo da transportadora, entre outros.  Não é que vender on-line seja mais caro. São custos e dinâmicas diferentes que devem ser avaliadas na hora de estipular o preço adequado.

A fachada da sua loja virtual

Lembre-se que o site é a sua loja. Não gaste dinheiro com desenhos ou recursos mirabolantes. Faça algo simples, seguro e que mostre logo de cara aquilo que você tem a oferecer. Um bom site é aquele que vende.

Quem é o seu cliente?

A internet nos permite conhecer o consumidor de forma mais prática. Outra forma de entender melhor o seu consumidor é verificar o que a concorrência está oferecendo, isso ajuda a conhecer os hábitos de compra. Não faça panfletagem por WhatsApp ou nas redes sociais. Ofereça produtos pontuais para aquele cliente que você conhece. Saiba se ele é casado, se tem filhos, mora sozinho, dentre outros detalhes sobre o seu consumidor. Quando você dispara mensagens promocionais aleatórias, elas podem cair na pessoa errada. Ou seja, um potencial cliente a menos.

Leia Também:  Foco no Empreendedorismo! Lançamento do programa Capacita DF

Logística e estoque no e-commerce

Já que o consumidor não vai até sua loja pegar o produto é importante ficar atento sobre os seus processos de logística. Vai usar os correios? Vai optar por uma empresa terceira? Irá atender todo o território nacional? Segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae sobre as principais dificuldades de gestão de um e-commerce, a logística foi apontada como o segundo maior obstáculo encontrado na administração do comércio virtual. A carga tributária ficou em primeiro lugar.

Dicas de plataformas de negócios

Existem sites que estão prontos para anunciar e vender o seu produto. Eles são chamados de marketplaces. A maioria deles é gratuita. Neles é possível criar a descrição de um produto, colocar fotos e fazer negociações. Não esqueça de olhar se há taxas cobradas na hora da venda.

Planilha de custos

Um dos maiores erros de empreendedores iniciantes é misturar o orçamento pessoal com o de seu negócio. Tirar dinheiro do caixa da empresa para cobrir gastos pessoais pode parecer normal, mas pode ser fatal. Para não cometer esse erro, estipule uma remuneração baseada não apenas no que você precisa para viver, mas também na saúde do seu negócio. Por isso, controlar a planilha de custo é algo crucial para o sucesso da empresa e da sua qualidade de vida.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EMPREENDEDORISMO

FOCO NO TURISMO – Correios lança Emissão Especial Série América UPAEP – Turismo

Publicados

em

Por

Postado por Silvana Scórsin Os Correios lançaram, na última segunda-feira (27), a Emissão Especial Série América UPAEP – Turismo. As primeiras cidades a terem o selo comercializado foram Alter do Chão/PA, Pirenópolis/GO e Campos do Jordão/SP. Este é o 15ª selo de 2021, uma emissão especial da Série América UPAEP (União Postal das Américas, Espanha e Portugal), instituição internacional sediada no Uruguai voltada para assuntos postais entre os países membros, que compõe a União Postal Universal – cujo objetivo é promover a prestação do serviço postal universal. O objetivo deste lançamento é homenagear o turismo brasileiro, responsável por movimentar diversas áreas, gerando emprego e renda para o País, inclusive por meio das atividades turísticas de negócios. Afinal, muitas cidades, famílias e empresas sobrevivem desse ramo com um potencial ainda maior no Brasil, além de sermos um dos lugares com mais atrativos que encantam turistas do mundo inteiro. Com base nisso, o selo traz o retrato de três pontos turísticos, de regiões distintas, conhecidos nacionalmente e internacionalmente: Alter do Chão Em Santarém, Estado do Pará e região Norte do Brasil, existe um paraíso chamado Alter do Chão, que também é conhecido como o “Caribe Amazônico”. O lugar ganhou fama mundial após ter sido eleito como um dos mais belos destinos de praias brasileiras, com esplendorosos cenários regados pelas águas doces dos rios Tapajós e Arapiuns. Durante todo o ano, Alter do Chão oferece paisagens espetaculares e algumas de suas praias são: Ilha do amor, Ponta do Cururu, Ponta do Muretá, Ponta de Pedras, Ponta do Caxambu, Lago Preto, Pindobal e Manguari. Com raízes culturais da Amazônia, o lugar também atrai um grande número de turistas por ter a famosa Festa do Sairé e o Festival dos Botos, rituais tradicionais, religiosos e folclóricos que acontecem em dias diferentes do mês de setembro. Campos do Jordão Com estimados 60 mil habitantes e localizada no interior do Estado de São Paulo, Campos do Jordão está rodeada por uma fantástica natureza, visto que se encontra no maciço da Serra da Mantiqueira, uma das mais elevadas cadeias de montanhas do Brasil. A cidade é contemplada por paisagens exuberantes, sendo também um destino bastante procurado pelos amantes do frio, inclusive por ser o núcleo urbano mais alto do País, a 1628 metros de altitude. Por suas ruas e paisagens naturais, acontecem os bons programas culturais que, principalmente no inverno, atraem turistas interessados nas inúmeras lojas de malhas e chocolates, assim como no Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, um dos mais prestigiados eventos da música erudita do Brasil. Pirenópolis Pirenópolis, uma das primeiras cidades do Estado de Goiás, foi fundada por um minerador português chamado Manoel Rodrigues Tomar. O município, importante centro urbano nos séculos XVIII e XIX, teve a mineração de ouro, comércio e agricultura como principais atividades da época, hoje conta com um turismo forte e é um dos destinos brasileiros que mais fascina, inclusive pela beleza e arquitetura presente em suas ruas históricas. O seu charme predomina em cada canto, inclusive nos hotéis, pousadas e vários restaurantes com mesas nas calçadas. Além disso, Pirenópolis tem uma belíssima natureza que encanta de diferentes formas, principalmente por ser o “berço das nascentes”, com inúmeras opções de cachoeiras, sendo algumas delas a Usina Velha, Meia Lua, Cachoeira das Araras, Salto Corumbá, Cachoeira dos Dragões entre outras. Selo – A folha desta emissão é composta por selos 12 selos, sendo eles fotografias das cidades de Alter do Chão/PA, Pirenópolis/GO e Campos do Jordão/SP, pontos turísticos do Brasil. O selo de Alter do Chão, no Pará, é uma fotografia de sua belíssima praia localizada nas margens do rio Tapajós. O selo de Pirenópolis, em Goiás, focaliza a famosa Ponte Sobre o Rio das Almas, que fica no centro da cidade. E, por fim, podemos ver os prédios de inconfundível arquitetura estilo suíço na Serra da Mantiqueira em Campos do Jordão, São Paulo. Os selos ainda possuem o nome de cada cidade destacados na base e a marca da UPAEP na porção direita. Foram utilizadas técnicas de fotografia e de computação gráfica. Com valor de R$ 5,20 e tiragem de 108 mil exemplares, os selos estão disponíveis para venda na loja virtual e nas principais agências dos Correios. Fonte: Assessoria de Imprensa – Correios

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO ECONOMIA -Conab prevê produção de grãos em 254 milhões de toneladas impactada por clima adverso
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA