BRASÍLIA

Educação

FOCO NA EDUCAÇÃO – Candidatos foram convocados por engano para reaplicação do Enem 2021 e Inep explica situação

Alguns, mesmo sem precisar, decidiram responder novamente as questões da prova  

Publicados

FOCO NA EDUCAÇÃO

Close-up photo of male hands with laptop. Man is working remotely from home. Freelancer at work

O primeiro dia de reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 em todo país foi realizado no último domingo (9), para os candidatos que tiveram alguma questão prevista em edital que impossibilitou a participação no exame na data regular. Eles puderam fazer o exame que é a maior porta de entrada para o ensino superior do país. Porém, o que chamou atenção foi a convocação dos estudantes que já tinham participado da avaliação em novembro. O chamado foi feito mesmo sem o participante ter tido algum imprevisto ou solicitado a reaplicação. Alguns, mesmo sem precisar, decidiram responder novamente as questões do Enem.

Foi o caso do estudante Nicolas Danyllo Teixeira Pereira. Em entrevista ao Jornal Bom Dia SP, da Rede Globo, Nicolas explicou que fez as provas na modalidade digital em novembro, não teve problemas, mas recebeu comunicado do Inep de que teria que participar da reaplicação.

Leia Também:  Foco na Educação! MEC ofertará 93 mil vagas através do Fies em 2021

“Como ninguém conseguiu me explicar se eu ficaria com ou sem a nota do Enem que eu já tinha feito em novembro, eu achei melhor refazer a prova. Eu mandei mensagem para pessoas que fizeram o Enem Digital comigo e eles disseram que também foram convocados, mesmo sem terem feito o pedido para realizar a prova novamente”, contou o estudante.

Em nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) explicou que 880 estudantes que fizeram as provas em novembro de 2021 também receberam comunicados direcionados aos candidatos inscritos para fazer a prova em 2022. “Em função disso, o Inep realocou os participantes para a reaplicação do exame. Nenhum dos inscritos será prejudicado e todos terão a oportunidade de realizar as provas pois se enquadram nos casos de prejuízos logísticos, conforme previsto nos editais do Enem 2021”, explica o órgão.

A nota segue dizendo que “os participantes que devem fazer as provas em 9 e 16 de janeiro foram comunicados individualmente pelo Inep. Caso ele não participe da aplicação, valerá o resultado das provas realizadas em novembro de 2021”.

Leia Também:  Foco na Educação! Encceja PPL: período de adesão ao exame começa nesta segunda-feira (24)

Reaplicação registrou abstenção de 66,8%

O Inep também divulgou, nesta terça-feira (11), o balanço da participação dos inscritos no primeiro dia de reaplicação das provas do Enem 2021. Ao todo, 112.931 compareceram, representando 33,2% dos 340.659 inscritos para essa aplicação. Os outros 227.728 de ausentes representam 66,8%. Os dados, segundo órgão, são preliminares, tendo em vista que os números conclusivos dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador.

Ainda de acordo com o Inep, foram registrados 76.535 (27,3%) presentes dos 280.146 isentos da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020 e se inscreveram em setembro, após nova oportunidade. Além disso, 2.206 (35,1%) dos 6.286 participantes que tiveram o pedido aceito para reaplicação fizeram as provas. O Enem também foi aplicado para 34.190 (63%) dos 54.227 inscritos no exame para as Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021.

 

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NA EDUCAÇÃO

FOCO NA EDUCAÇÃO – ISMEP OFERECE BOLSA DE ESTUDOS (100%) PARA PRÉ-VESTIBULAR DE MEDICINA NO DF

Inscrições vão até 20 de janeiro e serão oferecidas bolsas sociais parciais e integrais.

Publicados

em

O Instituto Santa Marta de Ensino e Pesquisa (ISMEP) acaba de lançar edital para contemplar alunos com bolsas de estudo de 50% e 100%, para o curso Pré-Vestibular de Medicina (Pré-Med). As inscrições vão até 20 de janeiro e, para concorrer às 10 vagas, o estudante deve estar enquadrado nas condições regulamentadas no edital, sobre renda familiar, que dão direito ao benefício.

De acordo com Clovis Queiroz, Diretor Executivo do ISMEP, um dos diferenciais do Pré-Med é ser o único no Distrito Federal a contar com a metodologia de ensino do Sistema Farias Brito, que somente no ano de 2019, aprovou, em primeiro lugar, estudantes em 24 cursos de Medicina no país, e conquistou, por meio dos seus estudantes, por quatro anos consecutivos (2016 a 2019) o 1º lugar no ENEM.

“O Pré-Med ISMEP colocará à disposição dos seus estudantes o que há de mais moderno em metodologias de ensino, como ter acesso a um banco de questões, avaliações bimestrais, simulador de testes e uma avaliação integrada de aprendizagem. Também, serão oportunizadas lives, palestras exclusivas, mentorias individuais de aprovação, plantões de dúvidas, aulões pré- ENEM e revisões estratégicas”, antecipa Clovis Queiroz.

Leia Também:  Foco na Educação! MEC ofertará 93 mil vagas através do Fies em 2021

Os alunos que por algum motivo não forem contemplados com a bolsa social, ainda assim terão as vantagens da excelência do sistema de ensino e do custo reduzido, em comparação a outros valores de mercado. “Trata-se de um custo nunca antes praticado no Distrito Federal, chegando a menos de 1/3 dos atuais cursinhos de pré-vestibular voltados para o ingresso na graduação de medicina”, informa Clovis.

A inscrição para concorrer à bolsa social pode ser feita através do site http://www.ismep.com.br/premed/. As aulas começarão na segunda quinzena de fevereiro, logo após a divulgação da nota do ENEM 2021.

::SERVIÇO
Bolsas de Estudo ISMEP para o Pré-Med (Curso Pré-Vestibular de Medicina)
Inscrições até 20 de janeiro – http://www.ismep.com.br/premed/

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA