BRASÍLIA

FOCO NA EDUCAÇÃO

Foco na educação! Prouni 2021.1: estudantes têm até 12 de março para comprovar informações

Publicados

FOCO NA EDUCAÇÃO

Postado por Silvana Scórsin Neste primeiro semestre o programa ofertou 162.022 bolsas de estudo Estudantes pré-selecionados na lista de espera do Programa Universidade para Todos (Prouni), referente às ofertas de vagas do primeiro semestre de 2021, têm até o dia 12 de março para comprovar as informações prestadas no ato da inscrição. No primeiro semestre, 162.022 bolsas de estudo foram ofertadas em parceria com instituições de ensino de todo o país. É nesta etapa que a instituição de ensino superior confere as documentações e realiza a matrícula do candidato, por isso, é uma fase obrigatória. Assim, é possível garantir o benefício estudantil para o curso de graduação em que foi aprovado. Por isso, é importante ficar atento aos prazos e saber quais documentos são exigidos. Confira, abaixo, o que deve ser apresentado na universidade para comprovar as informações e se matricular: • Documentos de identificação do candidato dos familiares • Comprovantes de residência • Comprovantes de rendimento • Comprovante de separação, divórcio ou óbito dos pais, quando for o caso • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia, quando for o caso • Comprovantes de ensino médio • Comprovante de professor da educação básica, quando for o caso • Comprovante de deficiência, quando for o caso Quem pode participar do Prouni? O Prouni é um programa do governo federal destinado para brasileiros que desejam começar uma graduação, mas não têm condições de pagar as mensalidades do curso. Para participar é preciso fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e conseguir nota igual ou superior a 450 pontos na soma das provas objetivas e maior que zero na redação. A renda familiar per capta não pode ser maior que três salários-mínimos e o candidato não pode ter diploma de ensino superior. Além disso, é preciso se encaixar em uma das seguintes situações: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou; ter cursado o ensino médio em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da instituição. Também se enquadram no programa pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrar o quadro de pessoal permanente de instituição pública. Fonte: Agência Educa Mais Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NA EDUCAÇÃO - Capacitação com auxílio financeiro seleciona estudantes com nota do Enem; saiba mais
Propaganda

FOCO NA EDUCAÇÃO

FOCO NA EDUCAÇÃO – Inep divulga resultados da primeira etapa do Revalida 2022

Inscrições dos aprovados para segunda etapa começam na amanhã

Publicados

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou a consulta do resultado da primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2022. Quem for aprovado nesta etapa poderá se inscrever, a partir de amanhã (13), na segunda.

A primeira parte do exame foi aplicada no dia 6 de março em oito cidades. Também estão disponíveis no  Sistema Revalida as respostas sobre os recursos referentes aos resultados preliminares da prova discursiva.

Os candidatos aprovados na prova teórica que reprovaram na parte prática das edições 2020 ou 2021 do Revalida também podem se inscrever diretamente na etapa de habilidades clínicas do Revalida 2022.1. A aplicação ocorrerá nos dias 25 e 26 de junho.

Sobre o Revalida

Aplicado desde 2011 pelo Inep, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

Leia Também:  FOCO NA EDUCAÇÃO - MEC divulga datas de aplicação das provas do Enem

Para participar da segunda etapa, é necessário ter sido aprovado na primeira, que contempla as provas objetiva e discursiva. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional. O objetivo é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

* Com informações do Ministério da Educação

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA