BRASÍLIA

FOCO NA EDUCAÇÃO

Foco no Enem 2020: candidato ausente por motivo de doença tem até 29 de janeiro para enviar laudo.

Publicados

FOCO NA EDUCAÇÃO

Postado por Silvana Scórsin Os inscritos com a solicitação aprovada farão as provas nos dias 23 e 24 de fevereiro Candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que não compareceram ao local de prova no domingo (17), por apresentar doença infectocontagiosa, podem solicitar a reaplicação da prova. Para tanto, é necessário enviar laudo médico para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a fim de comprovar o impedimento por motivo de saúde. O procedimento deve ser feito entre 25 e 29 janeiro. A aprovação ou a reprovação da solicitação deverá ser acompanhadana Página do Participante. Os inscritos com a solicitação aprovada farão as provas nos dias 23 e 24 de fevereiro. O primeiro dia de prova do Enem 2020 foi ontem (17). Nesta edição, o índice de abstenção ficou em 51,5%, segundo o Inep, maior percentual de abstenção em toda a história do exame. O maior índice havia sido registrado em 2009, com 37,7%. Em 2019, o índice do primeiro dia ficou próximo a 23%. De acordo com o Inep, o órgão já recebeu os primeiros pedidos e comprovantes da condição entre 11 e 16 de janeiro, mas o sistema foi fechado para que os pedidos fossem avaliados e os participantes recebessem a resposta antes da aplicação. Além da Covid-19, podem solicitar a reaplicação participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela. Solicitação A solicitação de reaplicação do exame deverá ser feita mediante comprovação de informações na Página do Participante. Segundo o Inep, o candidato deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação devem constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. Fonte: Agência Educa Mais Brasil

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foco no Trabalho! Lançamento do Renova-DF
Propaganda

FOCO NA EDUCAÇÃO

FOCO NA EDUCAÇÃO – Inep divulga resultados da primeira etapa do Revalida 2022

Inscrições dos aprovados para segunda etapa começam na amanhã

Publicados

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou a consulta do resultado da primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2022. Quem for aprovado nesta etapa poderá se inscrever, a partir de amanhã (13), na segunda.

A primeira parte do exame foi aplicada no dia 6 de março em oito cidades. Também estão disponíveis no  Sistema Revalida as respostas sobre os recursos referentes aos resultados preliminares da prova discursiva.

Os candidatos aprovados na prova teórica que reprovaram na parte prática das edições 2020 ou 2021 do Revalida também podem se inscrever diretamente na etapa de habilidades clínicas do Revalida 2022.1. A aplicação ocorrerá nos dias 25 e 26 de junho.

Sobre o Revalida

Aplicado desde 2011 pelo Inep, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

Leia Também:  Foco na Educação! Programa húngaro oferece 250 bolsas a estudantes brasileiros

Para participar da segunda etapa, é necessário ter sido aprovado na primeira, que contempla as provas objetiva e discursiva. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional. O objetivo é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

* Com informações do Ministério da Educação

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA