BRASÍLIA

Literatura

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO – DO PLANALTO CENTRAL PARA O MUNDO

Publicados

FOCO NA LITERATURA

Monólogo de um filho é um livro inédito de Olimpio Pereira Neto (in memoriam), organizado pelos seus filhos em sua homenagem. Obra que eu tive o prazer de editar, e que será lançada nesta sexta-feira, 24, no espaço da ATL na Feira do Livro de Brasília.

Jornalista, professor e escritor, Olímpio é nome de destaque da literatura do Planalto Central, um poeta prosador que deixou grande legado histórico e criativo registrado em 14 livros. Sua filha, a historiadora Eloiza Rocha Pereira, afirma que em cada livro de seu pai “se pode beber e usufruir de sua cultura, de seu poder de imaginação e criatividade, da sua capacidade de pesquisa e de sua facilidade em fazer brotar o seu intelecto”.

Outro filho, o administrador Elder Rocha Pereira, ao falar dessa obra, destaca: “O livro faz uma viagem sobre a teia da família e seus nós que vinculam nossas experiências e nossas relações. É uma reflexão sobre a viagem da vida e suas quatro estações: a infância, a juventude, a maturidade e a velhice”.

Leia Também:  FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO - Gustavo Dourado faz homenagem à Caatinga no Dia Nacional da Caatinga.

O pioneiro Olímpio Pereira Neto faleceu em 19 de julho de 2020. Recebeu inúmeras homenagens e condecorações. Toda a sua obra vem sendo resgatada e reeditada pelos filhos. Na ATL, ele foi ocupante da cadeira 20 –patrono: Zoroastro Artiaga.
Vale muito a pena conhecer esse autor. (Maria Félix Fontele).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NA LITERATURA

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO – Alberto Mariani na Feira do Livro de Brasília.

Publicados

em

 

O escritor Alberto Mariani, da Academia Barreirense de Letras, de Barreiras, Bahia, expôs e autografou o seu livro “O Tesouro de Lençóis” no estande da Academia Taguatinguense de Letras, durante a tradicional Feira Internacional do Livro de Brasília 2022, na Esplanada dos Ministérios.

Alberto Mariani é natural de Cotegipe, Bahia, berço da Família Mariani. No romance ele narra as façanhas da personagem Nazinha Silvestre, em Lençóis, Capital do Diamante, na mágica Chapada Diamantina, habitat do lendário caudilho, o famoso coronel Horácio de Matos, citado por Guimarães Rosa, no romance, Grande Sertão: Veredas.

Mariani escreveu o seu primeiro livro aos quinze anos e nunca mais parou. São mais de 15 obras inéditas prontas para publicação, aguardando um mecenas.

Romances: A Cicatriz do Silêncio, A Estrela Perdida, A Meretriz do Planalto, A Rosa da Roça, Gramiá Virgem, A Eterna Paixão, Olhos Azuis, A Montanha Vermelha, O Prefeito Corrupto.

Escreveu ainda um livro de poesias: Retratos de Cotegipe, de uma peça de teatro: A Zabelê e de um livro de sonetos homônimo do romance citado: O prefeito Corrupto (Réu Confesso).

Leia Também:  FOCO NA LITERATURA - Cordel: Patrimônio Cultural do Brasil.

Avoé , Alberto Mariani, salve a gloriosa boa terra da Bahia.

Na foto de Romênia Mariani, o romancista Alberto Mariani autografa para o escritor Gustavo Dourado, presidente da Academia Taguatinguense de Letras.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA