BRASÍLIA

Literatura

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO – Meu Aniversário: @gustavodourado

Publicados

FOCO NA LITERATURA

 

Hoje, 18 de maio de 2022, comemoro mais um ano de vida.
Agradeço à divindade e à mãe natureza pela oportunidade de estar vivo, com saúde e vitalidade junto aos meus familiares e amigos.

Nasci no povoado de Recife dos Cardosos(Ibititá, Bahia), na época pertencia a Irecê, Chapada Diamantina. Logo depois foi criado o município de Ibititá, no sertão da Bahia.

Minha genealogia sertânica tem forte ascendência portuguesa sefardita, com boa mistura indígena, árabe, africana, entre outros genes ancestrais.

Sou filho do casal baiano Ulisses Marques Dourado(de Oliveira Cardoso, Seixas, Pereira, Castro, Nunes, Lemos, Xavier, Silva Dourado, Garcia Leal, Borges de Carvalho) e de Edelzuíta de Castro Dourado(Cardoso, Marques, Rodrigues, Oliveira, Machado, Miranda, Silva, Ribeiro, Nunes, Pereira, Cruz, Bastos, Abreu Neiva, Lemos).

Vivi no sertão da Bahia até o fim de 1975. Em 20 de dezembro de 1975, cheguei em Brasília, Planalto Central, onde constituí família e desenvolvi longa carreira profissional, acadêmica e cultural.

Agradeço a Deus por mais um ano de vida, na senda da cultura, da arte e da literatura. Sou grato aos familiares, parentes, amigos e amigas. A todos e a todas, saúde e paz, gratidão.

Leia Também:  FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO - Páscoa

Sigamos em frente com fé, esperança e boa vontade para construirmos um mundo mais justo, fraterno e solidário, onde prevaleça a paz, o amor e a liberdade.
Gratidão.
Abraços.
Gustavo Dourado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NA LITERATURA

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO – Alberto Mariani na Feira do Livro de Brasília.

Publicados

em

 

O escritor Alberto Mariani, da Academia Barreirense de Letras, de Barreiras, Bahia, expôs e autografou o seu livro “O Tesouro de Lençóis” no estande da Academia Taguatinguense de Letras, durante a tradicional Feira Internacional do Livro de Brasília 2022, na Esplanada dos Ministérios.

Alberto Mariani é natural de Cotegipe, Bahia, berço da Família Mariani. No romance ele narra as façanhas da personagem Nazinha Silvestre, em Lençóis, Capital do Diamante, na mágica Chapada Diamantina, habitat do lendário caudilho, o famoso coronel Horácio de Matos, citado por Guimarães Rosa, no romance, Grande Sertão: Veredas.

Mariani escreveu o seu primeiro livro aos quinze anos e nunca mais parou. São mais de 15 obras inéditas prontas para publicação, aguardando um mecenas.

Romances: A Cicatriz do Silêncio, A Estrela Perdida, A Meretriz do Planalto, A Rosa da Roça, Gramiá Virgem, A Eterna Paixão, Olhos Azuis, A Montanha Vermelha, O Prefeito Corrupto.

Escreveu ainda um livro de poesias: Retratos de Cotegipe, de uma peça de teatro: A Zabelê e de um livro de sonetos homônimo do romance citado: O prefeito Corrupto (Réu Confesso).

Leia Também:  FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO -

Avoé , Alberto Mariani, salve a gloriosa boa terra da Bahia.

Na foto de Romênia Mariani, o romancista Alberto Mariani autografa para o escritor Gustavo Dourado, presidente da Academia Taguatinguense de Letras.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA