BRASÍLIA

FOCO NAS NOTÍCIAS

Partituras apresenta concerto de órgãos em Tiradentes e na França

Publicados

FOCO NAS NOTÍCIAS

A TV Brasil exibe o espetáculo Órgãos ibéricos viajantes na edição inédita do programa Partituras. O concerto vai ao ar na madrugada de domingo (5) para segunda-feira (6), à 0h30, logo após a faixa Cine Nacional. A apresentação também fica disponível sob demanda no aplicativo TV Brasil Play.

A produção destaca a combinação entre a música barroca e grandes edificações da arquitetura. O especial em cartaz na emissora pública traz obras de renomados compositores interpretadas em órgãos produzidos na Espanha e em Portugal que estão instalados em construções históricas na França e no Brasil.

O musical revela um contraponto entre os órgãos barrocos em performances no instrumento, realizadas por experientes artistas. O solista francês Jean-Luc Ho assume as teclas na Igreja de Saint Éloi, na cidade de Fresnes, enquanto o organista brasileiro Robson Bessa mostra seu talento na Matriz de Santo Antônio, no município mineiro de Tiradentes.

A mais recente atração da nona temporada do Partituras revela um repertório de clássicos que inclui temas de Antonio de Cabezón (1510-1566) e Johann-Sebastian Bach (1685-1750), escolhidos para a interpretação do organista Jean-Luc Ho.

O instrumento que o francês toca é um órgão espanhol de 1768. Encomendado para um convento, a peça foi desmontada durante a reforma que restaurou as características medievais. O equipamento encontra-se desde 2014 na igreja da região de Fresnes, considerada um monumento histórico da França.

Grande marco da arquitetura e da arte barroca e rococó, a Matriz de Santo Antônio é um dos patrimônios nacionais em Tiradentes. Com uma sonoridade repleta de contrastes, o órgão português de 1785 não tem trombetas nem pedais. O som que ecoa dos tubos do instrumento reflete o brilho e a variedade da escola ibérica.

Leia Também:  Prédio desaba e mata três pessoas em Vila Velha (ES)

Para a apresentação do concerto especial, Robson Bessa executa obras de compositores europeu como Pablo Bruna (1611-1679), Manuel Rodrigues Coelho (1555-1635), Alessandro Scarlatti (1660-1725) e Carlos Seixas (1704-1742).

Abordagem sobre o barroco brasileiro

A riqueza histórica dos órgãos ibéricos e do estilo barroco são contextualizadas durante o programa Partituras que contempla teor documental. As peças musicais apresentadas na telinha da TV Brasil são intercaladas pela análise do jornalista e escritor Angelo Oswaldo de Araújo Santos. Pesquisador, o convidado para falar sobre o assunto é um dos maiores especialistas no barroco mineiro. O depoimento feito pelo estudioso traz análises a respeito de aspectos como a produção artística durante o ciclo do ouro.

O barroco brasileiro floresceu graças à descoberta do ouro no início do século 18. As condições da época propiciaram o extraordinário desenvolvimento das artes no país. Na região do estado de Minas Gerais foram erguidas igrejas deslumbrantes. Os espaços recém-construídos com sua arquitetura imponente se tornaram palcos perfeitos para as primeiras obras musicais genuinamente nacionais.

Produzido pelo Instituto Musica Brasilis, o concerto Órgãos ibéricos viajantes integra a série Baroque in Rio. A iniciativa destaca o encontro entre a música barroca e a arquitetura por meio da apresentação de obras de compositores consagrados em edificações de valor cultural inestimável.

Sobre o Partituras

Lançado pela TV Brasil em 2014, o programa Partituras busca democratizar o acesso à chamada grande música com espetáculos semanais de 52 minutos na televisão aberta. Produções exclusivas, atrações especiais e contribuições das emissoras afiliadas da Rede Nacional de Comunicação (RNCP) estão no universo de apresentações da nona temporada.

Leia Também:  Surto de varíola pode ter origem em raves na Europa, diz médico da OMS

Além das performances, o Partituras ainda traz o depoimento dos artistas convidados. A ideia é aprofundar e enriquecer a experiência do telespectador que pode conhecer a trajetória dos músicos e descobrir aspectos interessantes sobre as obras executadas.

Os recitais exibidos pela emissora pública na telinha semanalmente podem ser conferidos também nas redes sociais do canal e no aplicativo TV Brasil Play, disponível nas versões Android e iOS, e por meio do endereço play.ebc.com.br. O Partituras ainda tem uma versão radiofônica que vai ao ar pela Rádio MEC.

Ao vivo e on demand

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Seus programas favoritos estão no TV Brasil Play, pelo site play.ebc.com.br ou por aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV: tvbrasil.ebc.com.br/webtv.

Serviço

Partituras – domingo, dia 5/6, para segunda-feira, dia 6/6, à 0h30h, na TV Brasil

Facebook – https://www.facebook.com/tvbrasil
Twitter – https://twitter.com/TVBrasil
Instagram – https://www.instagram.com/tvbrasil
YouTube – https://www.youtube.com/tvbrasil
TikTok – https://www.tiktok.com/@tvbrasil

Para saber como sintonizar a TV Brasil em sua cidade, acesse: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NAS NOTÍCIAS

Número de estupros de LGBTQIA+ cresceu 88% em 2021

Publicados

em

Por

Os crimes de estupro contra a população LGBTQIA+ cresceram 88,4% entre os anos de 2020 e 2021, revelou hoje (28) o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, documento elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Em números absolutos, o registro dos estupros passou de 95 notificações em 2020 para 179 no ano passado. O número real de casos, no entanto, deve ser ainda maior porque foram computadas apenas as informações fornecidas pelas secretarias de Segurança Pública estaduais e pelas polícias.

O balanço, por exemplo, não computa dados de estados como São Paulo, Bahia, Maranhão, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que não forneceram ou não dispõe de informações detalhadas sobre o tema. Além disso, há que se considerar também a subnotificação dos casos já que muitas pessoas não registram a violência das quais foram vítimas.

Na contramão dos dados nacionais que revelaram queda no número de mortes intencionais, os assassinatos de pessoas LGBTQIA+ registraram crescimento de 7,2% no ano passado. Em 2020, o balanço computou 167 homicídios dolosos [intencionais] contra essa população. Em 2021, foram computadas 179 mortes. O número deve ser ainda maior já que diversos estados deixaram de divulgar essas informações.

Leia Também:  FOCO NAS CIDADES -Codhab inaugura posto de atendimento em Ceilândia

Outro crime que também apresentou alta estatística foi a lesão corporal dolosa contra as pessoas LGBTQIA+, que passou de 1.271 notificações para 1.719, um crescimento de 35,2%.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA