BRASÍLIA

FOCO NAS NOTÍCIAS

Temporada do Ciência é Tudo termina com especial sobre meio ambiente

Publicados

FOCO NAS NOTÍCIAS

Na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a TV Brasil apresenta a última edição inédita da segunda temporada do programa Ciência é Tudo. A produção especial com matérias temáticas vai ao ar neste sábado (4), às 9h, na telinha da emissora pública.

Para celebrar a data, o tema é destacado em uma reportagem especial. A comemoração da efeméride tem o objetivo de estimular o desenvolvimento de novos hábitos e fomentar mudanças transformadoras que viabilizem uma vida menos poluente, mais verde e mais sustentável.

Sistema monitora mudanças climáticas

O programa ainda aborda a plataforma Adaptabrasil MCTI que traz índices e indicadores de risco de impactos das mudanças climáticas no país. O sistema colabora para a disseminação do conhecimento por meio da análise de informações cada vez mais integradas e atualizadas sobre o assunto.

A tecnologia permite que usuários acessem dados e indicadores que expressam possíveis impactos para diferentes setores como as áreas de recursos hídricos e de segurança energética. A iniciativa envolve pesquisadores, a sociedade civil e o setor privado.

A ideia é integrar informações que estavam fragmentadas e dispostas em vários bancos de dados diferentes. Agora, o ambiente virtual concentra os dados de maneira organizada e acessível para consulta pública.

Com a intenção de conferir respaldo científico para decisões estratégicas, a plataforma foi desenvolvida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Leia Também:  Governo Federal lança Disque 100 Brasil na Escola

Pesquisa sobre estrelas anãs

Apresentada por Waldecir de Oliveira, a produção da emissora pública ainda aborda um estudo liderado por astrônomos brasileiros que envolve estrelas anãs. Na busca por mundos habitáveis fora do sistema solar, os pesquisadores acreditam que as melhores oportunidades podem ser encontradas em torno das estrelas menores e mais frias.

O último programa Ciência é Tudo da temporada ainda traz uma homenagem a todos aqueles que se empenham em prol da ciência, tecnologia e inovação no país. A atração do TV Brasil destaca o trabalho dos profissionais que atuam nessa área e ressalta a importância da divulgação científica que tem grande relevância social no progresso da sociedade.

Sobre o programa

Desde 2020, o Ciência é Tudo apresenta informações sobre a história da ciência, invenções do ser humano, curiosidades e reflexões sobre o impacto da ciência e da tecnologia no dia a dia das pessoas. Também aborda as novidades sobre investimentos e políticas públicas para fomento científico. O programa é uma parceria da TV Brasil com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Em sua segunda temporada, o programa está mais dinâmico e com novos quadros. O programa segue com a missão de promover divulgação científica e ajudar o telespectador a entender a ciência por trás dos fenômenos cotidianos.

Leia Também:  Pesquisa revela benefícios de adubos feitos a partir do lodo de esgoto

Na primeira temporada, o programa se adaptou às necessidades impostas pela pandemia de Covid-19, e abordou diversos temas relacionados ao novo coronavírus, como as pesquisas para desenvolvimento de vacinas e equipamentos e a busca de tratamento adequado.

A ciência no cotidiano também inspirou episódios sobre biologia, física, química, matemática, engenharia, cinema e astronomia, entre outras áreas. E ainda, uma viagem ao Maranhão mostrou detalhes sobre o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), em operação desde 1989 para lançar foguetes.

Ao vivo e on demand

Acompanhe a programação da TV Brasil pelo canal aberto, TV por assinatura e parabólica. Sintonize: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Seus programas favoritos estão no TV Brasil Play, pelo site play.ebc.com.br ou por aplicativo no smartphone. O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV: tvbrasil.ebc.com.br/webtv.

Serviço

Ciência é Tudo – sábado, dia 4/6, às 9h, na TV Brasil

Facebook – https://www.facebook.com/tvbrasil
Twitter – https://twitter.com/TVBrasil
Instagram – https://www.instagram.com/tvbrasil
YouTube – https://www.youtube.com/tvbrasil
TikTok – https://www.tiktok.com/@tvbrasil

Para saber como sintonizar a TV Brasil em sua cidade, acesse: tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NAS NOTÍCIAS

Número de estupros de LGBTQIA+ cresceu 88% em 2021

Publicados

em

Por

Os crimes de estupro contra a população LGBTQIA+ cresceram 88,4% entre os anos de 2020 e 2021, revelou hoje (28) o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, documento elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Em números absolutos, o registro dos estupros passou de 95 notificações em 2020 para 179 no ano passado. O número real de casos, no entanto, deve ser ainda maior porque foram computadas apenas as informações fornecidas pelas secretarias de Segurança Pública estaduais e pelas polícias.

O balanço, por exemplo, não computa dados de estados como São Paulo, Bahia, Maranhão, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que não forneceram ou não dispõe de informações detalhadas sobre o tema. Além disso, há que se considerar também a subnotificação dos casos já que muitas pessoas não registram a violência das quais foram vítimas.

Na contramão dos dados nacionais que revelaram queda no número de mortes intencionais, os assassinatos de pessoas LGBTQIA+ registraram crescimento de 7,2% no ano passado. Em 2020, o balanço computou 167 homicídios dolosos [intencionais] contra essa população. Em 2021, foram computadas 179 mortes. O número deve ser ainda maior já que diversos estados deixaram de divulgar essas informações.

Leia Também:  Governo Federal retoma a análise dos pedidos de isenção de IPI

Outro crime que também apresentou alta estatística foi a lesão corporal dolosa contra as pessoas LGBTQIA+, que passou de 1.271 notificações para 1.719, um crescimento de 35,2%.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA