BRASÍLIA

FOCO NAS OPORTUNIDADES

FOCO OPORTUNIDADES!Agência Pública e Idec distribuem bolsas para reportagens sobre acesso à internet

Publicados

FOCO NAS OPORTUNIDADES

Foto: Taghos Postado por Silvana Scórsin A internet está presente em 70% dos domicílios brasileiros, segundo a pesquisa TIC Domicílios 2019. Quando olhamos para os 30% sem acesso, percebemos uma profunda desigualdade: de 20 milhões de domicílios sem acesso à internet, 13 milhões estão na classe DE. A pesquisa aponta ainda que 59% dos domicílios sem acesso não estão conectados por conta do valor do serviço, considerado alto. Com a pandemia de Covid-19, passamos a utilizar ainda mais a internet para trabalhar, estudar, nos informar e nos comunicar, tornando ainda mais evidente a desigualdade no acesso. É neste contexto que lançamos as Microbolsas Acesso à Internet, uma parceria da Agência Pública com o Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor – organização sem fins lucrativos dedicada a defender a ética nas relações de consumo e direitos dos consumidores. Nesta 13ª edição das Microbolsas convocamos repórteres de todo o país a propor pautas investigativas sobre acesso à internet no Brasil e as diversas questões relacionadas ao tema, como falta de acesso a dispositivos, franquias de dados limitadas e bloqueio do acesso móvel, falta de infraestrutura e de políticas públicas de acesso à internet, práticas abusivas e pouco transparentes de empresas de telecomunicação, aumento da desinformação, entre outras. Serão distribuídas quatro bolsas no valor de R$ 7 mil para os repórteres selecionados pela Agência Pública e pelo Idec. As inscrições vão até o dia 5 de fevereiro e devem ser feitas pelo formulário que pode ser encontrado neste link. Além da bolsa, os repórteres selecionados contarão com a mentoria da Agência Pública para produzir a reportagem proposta, que será publicada no site da agência e parceiros republicadores. “Com a pandemia, a essencialidade do acesso à internet mostrou toda a sua força, mas o cenário de conectividade no Brasil ainda é marcado por profundas desigualdades, que vão muito além do mundo digital. Com a iniciativa de bolsas de reportagens, buscamos compreender de forma mais profunda os impactos da desigualdade e, especialmente, como o modelo de mercado que temos atualmente favorece e até aprofunda esse problema”, explica Diogo Moyses, coordenador da área de telecomunicações e direitos digitais do Idec. Para se inscrever, é necessário enviar uma breve apresentação do repórter, referência profissional, resumo e descrição da pauta, plano de trabalho e plano de orçamento para a produção da reportagem. As propostas serão selecionadas pela direção da Agência Pública em parceria com o Idec, considerando a originalidade e relevância da pauta, consistência na pré-apuração, segurança e viabilidade da investigação e os recursos e métodos jornalísticos que serão utilizados. Os vencedores serão anunciados a partir do dia 18 de fevereiro no site da Agência Pública. Leia o Regulamento. Inscreva-se! Quando você apoia a Pública, sua contribuição se transforma em jornalismo investigativo sério e corajoso, com impactos reais. R$ 10 por mês já fazem uma grande diferença. Nos ajude a revelar as injustiças, abusos de poder e violações de direitos que se agravam em meio à pandemia. Acesse: https://forms.gle/JvUtB9Sx76KAmtYW6 Fonte: AGÊNCIA PÚBLICA

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NAS OPORTUNIDADES-Programa do Banco Carrefour oferece bolsas de estudo para curso de tecnologia
Propaganda

FOCO NAS OPORTUNIDADES

FOCO NAS OPORTUNIDADES –

Publicados

em

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O 6º CICLO DO RENOVADF

A Secretaria de Trabalho abre inscrições para 6º Ciclo do curso de qualificação profissional RENOVADF. São 2.500 (duas mil e quinhentas) vagas, destinadas à participação de curso de qualificação profissional de Auxiliar de Manutenção, com noções de diferentes profissões tais como: Carpinteiro, Jardineiro, Eletricista, Encanador, Serralheiro e Pedreiro.

O RENOVADF consiste em um programa de qualificação profissional da Secretaria de Trabalho em parceria com a Secretaria de Governo em atendimento às demandas das Administrações Regionais. Sendo que os cursos são de iniciação profissional e aplicados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal – SENAI/DF, com duração de 240 horas (três meses), com 4h diária. Os alunos deste 5º iniciaram as aulas noturnas, com aulas práticas de recuperação dos viadutos da cidade.

Os alunos do RENOVADF recebem capacitação profissional, com noção básica na área de construção civil, com aulas de forma presencial e, enquanto se qualificam, os próprios alunos recuperam os espaços públicos de nossa cidade. Eles recebem kit uniforme, com camiseta, bota, capa de chuva, garrafa d’água, boné, equipamento de proteção individual, lanche e, mais, Bolsa Benefício no valor de um salário mínimo, além de auxílio transporte e seguro contra acidentes pessoais.

Leia Também:  Foco nas oportunidades! Santander Becas abre seleção para especialização gratuita em TI

Para participar do RENOVADF é necessário ser pessoa física, brasileiro nato ou naturalizado, ou estrangeiro em situação regular no país, que esteja desempregado em busca de nova qualificação e/ou requalificação na área da construção civil; ser maior de 18 (dezoito) anos; comprovar a situação de desemprego (validação será realizada pela SETRAB); e comprovar residência no Distrito Federal.

Não poderão participar do Programa: Mulheres gestantes; Pessoas com restrições de mobilidade; Pessoa que já tenha participado do Programa RENOVADF.

As inscrições estão abertas de forma eletrônica no site da Secretaria de Estado de Trabalho www.trabalho.df.gov.br, no período de 13/05/2022 a 23/05/2022.

Para auxiliar nas inscrições, a Secretaria de Trabalho disponibiliza suas 14 Agências do Trabalhador para o atendimento às pessoas que tenham dificuldade para realizar sua inscrição. Os atendimentos nas Agências do Trabalhador funcionam das 8h às 17h.

fonte: Assessoria de Comunicação

Secretaria de Trabalho

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA