BRASÍLIA

GERAL

Foco especial! 10 bons motivos para você sentir raiva – artigo de Patrícia Santos

Publicados

GERAL

Foto: mundopsicologos Patrícia Santos, especialista em gerenciamento da raiva Sabemos que a raiva tem uma reputação negativa quando comparada a outras emoções e a causa pode estar nas crenças, bem como na manifestação óbvia de seus resultados quase sempre destrutivos, como agressão e violência. De fato, muitos acreditam que estaríamos melhores se a raiva não existisse. O que precisa ser entendido, no entanto, é que todas as emoções são apropriadas em determinadas circunstâncias, quando experimentadas em um nível ideal. A raiva não é apenas uma reação agressiva, muitas vezes o seu papel principal é, na verdade, fornecer informações que permitam interagir melhor com o mundo e com nós mesmos. Até a raiva pode ter qualidades valiosas e, quando identificada ainda na intensidade leve à moderada, pode ajudar a melhorar a nossa vida e o mundo ao nosso redor. Listei aqui, portanto, dez bons motivos para sentirmos raiva e percebermos como ela pode ser benéfica, quando administrada de forma apropriada. São eles: 1. Ela promove a sobrevivência Para que possamos nos defender de um inimigo, de um perigo, nos proteger contra uma agressão. Nesses momentos, a raiva é ativada automaticamente e, de forma muito positiva e na medida certa, pode nos levar a reagir e a agir com rapidez e força para nos proteger. 2. Conscientiza sobre a injustiça Muitas vezes, sentimos raiva quando nos negam direitos ou quando somos confrontados com insultos, desrespeito, injustiça ou exploração. Esse tipo de raiva pode trazer mudanças positivas na sociedade e aumentar o custo social do mau comportamento. 3. Auxilia a satisfazer suas necessidades Os indivíduos que experimentam e demonstram sua raiva adequadamente estão em uma posição melhor para satisfazer suas necessidades e controlar seu destino, muito diferente daqueles que acabam suprimindo sua raiva. A raiva está relacionada a uma profunda necessidade de controle e protege o que é nosso. Ajuda- a sentir-se responsável, ao invés de impotente. 4.  Energiza e motiva a resolver problemas Nas situações do dia a dia, a raiva serve como uma força positiva para motivar a defender o que acreditamos e encontrar, de forma criativa, soluções para os desafios e problemas do cotidiano. Se as coisas não estão do jeito que deveriam estar e precisam mudar, a raiva impulsiona a fazer algo e motiva a encontrar soluções rapidamente. 5. Ajuda a conquistar metas A raiva impulsiona a buscar os objetivos e as recompensas desejadas. Quando não conseguimos o que queremos, a raiva é desencadeada e indica que nos afastamos de nossas metas. A raiva tenta eliminar o que impede de realizar nossos desejos, mas, isso é algo que energiza e nos leva a agir para alcançar nossos objetivos, trabalhando em direção aos ideais. Surpreendentemente, injeta otimismo. 6. Protege valores e crenças A raiva serve como um indicador e regulador social e pessoal de valor, que é ativado quando nossos valores não estão em harmonia com aquela situação que enfrentamos. Dessa forma, nos conscientiza de nossas crenças profundas e do que defendemos. Também motiva a corrigir as discrepâncias e a tomar medidas para mudar a situação (ou crenças) para alinhar a realidade que enfrentamos com nossos valores. 7. É uma excelente ferramenta de negociação A raiva leva a responder aos conflitos e negociações em benefício próprio. Isso faz com que outras pessoas repensem suas posições contra aquilo que estamos defendendo no momento. 8. Proteção para sentimentos dolorosos Semelhante aos mecanismos de defesa, ela também serve para proteger de uma dor, de uma situação, de um sentimento como, por exemplo, ter sido rejeitado, abandonado, não amado; coisas que são consideradas quase que insuportáveis. 9. Coloca limites A raiva ajuda você a descobrir seus limites e comunicá-los. 10. Autoconhecimento A raiva fornece insights sobre si mesmo, quando há um aprofundamento para entender a sua fonte. Também é um eficaz indicador sobre falhas e deficiências. Se analisada de forma construtiva, as atitudes durante as fortes emoções e períodos de irritabilidade, podem levar a resultados positivos, melhorando a inteligência emocional. Portanto, da próxima vez que você sentir que está ficando com raiva, pergunte-se o que ela pode estar lhe mostrando e faça o movimento sem violência para tentar contornar a situação. Sobre Patrícia Santos Consultora, escritora e palestrante, docente em cursos de pós-graduação em diversas instituições pelo país. É especialista em Anger Management (Gerenciamento da Raiva), pela National Anger Management Association – NAMA de Nova Iorque, EUA, onde também é fellow. É coautora do livro “Raiva, quem não tem?”. A obra é um verdadeiro crossfitemocional que não só discorre sobre o tema, mas também ensina o leitor a medir, encarar, transformar e a seguir em frente.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foco na cultura! PL de Emergência Cultural vai à sanção
Propaganda

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO NAS NOTÍCIAS – Governo Federal institui Programa de emprego e capacitação voltado para mulheres e jovens.

Publicados

em

Foto: Presidente Jair Bolsonaro e a Deputada Federal Celina Leão/PP

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (4), Medida Provisória que institui programa voltado à inserção e à manutenção das mulheres e jovens no mercado de trabalho e Decreto que visa criar 100 mil novas vagas de aprendizagem profissional e contribuir para melhorar a qualificação e a empregabilidade dos jovens. A ação faz parte do Programa Renda e Oportunidade (PRO), uma série de medidas lançadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência para alavancar a retomada do emprego e da economia no País.

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, destacou os 2 milhões e 700 mil novos empregos criados em 2021 no Governo do presidente Jair Bolsonaro, “o maior número dos últimos 10 anos. E somente no primeiro trimestre de 2022 já são mais de 600 mil novos empregos e podemos sonhar que até o final de 2022 a gente consiga superar todas as expectativas”.
O novo programa cria uma série de medidas para impulsionar as boas práticas na promoção da empregabilidade das mulheres, como a flexibilização do regime de trabalho, a qualificação em áreas estratégicas para ascensão profissional e apoio a mulheres no retorno ao trabalho após a licença maternidade. Ao grupo feminino, a MP prevê a implementação de várias medidas de apoio à parentalidade na primeira infância – via reembolso creche ou a liberação de valores do FGTS para auxílio no pagamento de despesas e manutenção ou subvenção de instituições de educação infantil pelos Serviços Sociais.
Será ainda incentivada a flexibilização do regime de trabalho dos pais após o término da licença maternidade, para apoio às mulheres no retorno ao trabalho nesse período, tais como a implantação do regime de tempo parcial e compensação de jornada por meio de banco de horas, além da jornada de 12 horas trabalhadas por 36 horas ininterruptas de descanso, quando a atividade permitir, além da antecipação de férias e flexibilização do horário de entrada e de saída.
O programa foca na empregabilidade das mulheres, especialmente aquelas que sofrem impacto direto da maternidade – até os cinco anos de idade dos filhos – no que se refere à capacidade de inserção, permanência e progressão no mercado de trabalho. Também institui o “Selo Emprega + Mulher”, para promover nas empresas a adoção de boas práticas na contratação, ocupação de postos de liderança e a ascensão profissional de mulheres.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Na solenidade de assinatura foi convidada a discursar pelo Presidente da República, Jair Bolssonado, a coordenadora da Bancada Feminina da Câmara dos Deputados, a deputada federal, Celina Leão. Em seu discurso Celina Leão, a deputada quebrou o protocolo e iniciou cumprimentando as mulheres presentes, a primeira dama Michelle Bolsonaro.

Leia Também:  Foco na saúde! Rússia anuncia vacina contra Civid 19.

Em seu discurso, a parlamentar Celina Leão, ressaltou que , em sua legislatura, aprovou 162 leis voltadas às mulheres (algumas ainda tramitando no Senado).  Jair Bolsonaro sancionou 66 delas, ato nunca feito antes por outro presidente. Sancionando inclusive, leis de autoria de deputadas da oposição, reconhecendo o trabalho da bancada feminina sem discriminação.

“A medida provisória, revoluciona a questão de como o Estado olha a parentalidade responsiva, situações onde o homem também poderá desfrutar da licença maternidade, saque do FGTS para pagamento de creche entre várias outras ações progressistas. “, afirmou Celina Leão.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Para os jovens, o programa busca aumentar as oportunidades de formação e de inclusão produtiva do adolescente e do jovem por meio da aprendizagem profissional. Foram criadas 100 mil novas vagas de aprendiz e foi instituído o Projeto Nacional de Incentivo à Contratação de Aprendizes, por meio do qual as empresas participantes terão benefícios para regularizarem o cumprimento da cota de aprendizagem, com uma estimativa de contratação de 250 mil adolescentes e jovens ainda este ano.
Também foram estabelecidas medidas para incluir mais adolescentes e jovens vulneráveis na aprendizagem, com prioridade para o público do Auxílio Brasil, adolescentes em acolhimento institucional, aqueles provenientes do trabalho infantil, entre outros. A MP e o Decreto trazem ainda medidas para melhorar a formação do aprendiz e para integrar a aprendizagem profissional ao novo ensino médio da rede pública de ensino, contribuindo para que os adolescentes e jovens permaneçam na escola enquanto são qualificados e ingressam no mercado de trabalho. A MP amplia também o prazo máximo da aprendizagem de dois para três anos e cria incentivos para que as empresas efetivem os aprendizes em contratos de trabalho por tempo indeterminado após a conclusão do programa de aprendizagem.

Leia Também:  Foco no poder! O poder das mulheres exaltado no parlamento brasileiro!

Fonte: ascom Ministerio do trabalho e previdência

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA