BRASÍLIA

GERAL

Foco especial! Dia Nacional de Combate ao Fumo: Médica Paula Sampaio alerta sobre não fumar!

Publicados

GERAL

Dra. Paula Sampaio oncologista Postado por Silvana Scórsin do portal de guaranyjunior.com.br Neste sábado, 29 de agosto, comemora-se, no Brasil, o Dia Nacional de Combate ao Fumo, uma data instituída em 1986, pela lei nº 7488, com o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro. De acordo com a OMS, 7 milhões de pessoas morrem anualmente por causa do tabagismo. Uma das doenças mais graves provocadas pelo cigarro é o câncer. Não só o de pulmão. Já está comprovado que pelo menos 17 tipos de câncer estão diretamente associados ao tabaco. O câncer é a segunda causa de morte por doença, no Brasil, e pode acometer qualquer pessoa, independentemente de gênero, etnia ou idade. “Somente o abandono do hábito de fumar aumenta a proteção contra o câncer em cerca de 50%”, destaca a oncologista Paula Sampaio. “Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 30% dos cânceres podem ser evitados se adotarmos hábitos saudáveis. Não fumar é a principal recomendação. Evitar a obesidade, o sedentarismo e o álcool, além de ter uma boa alimentação são atitudes fundamentais para viver mais e com qualidade”, explica a médica do Centro de Tratamento Oncológico. Estudos do Instituto Nacional de Câncer (Inca) mostram que mais de 150 mil mortes poderiam ser evitadas por ano no Brasil, caso o uso do tabaco fosse eliminado. Segundo o INCA, até o final de 2019 serão registrados 31.270 novos casos de câncer de traqueia, brônquio e pulmão, em decorrência do tabagismo. De acordo com estatísticas do Inca, 90% dos casos de câncer de pulmão têm origem no tabagismo. É um dos tipos mais agressivos e com maior letalidade: somente 14% dos homens e 18% das mulheres vivem por mais de cinco anos após o início do tratamento, segundo dados recentes da Fundação do Câncer. Quanto mais tempo se é fumante e mais cigarros se consome, maiores são os riscos. Quem convive com fumantes também fica exposto aos componentes tóxicos gerados pela queima do tabaco. Essa exposição pode acarretar problemas de saúde em adultos que não fumam, mas foram expostos por longos períodos. Crianças e bebês são ainda mais vulneráveis ao tabagismo passivo, com risco aumentado de desenvolver doenças respiratórias. Os fumantes passivos têm grandes riscos de desenvolver câncer. “Para aqueles que são tabagistas ativos, que ainda não conseguiram parar de fumar, mas estão preocupados com sua saúde e a de sua família, é importante saber que, quando fumam, outros também fumarão, mesmo não querendo. Isso significa que todos que estão expostos à fumaça do cigarro se transformam em tabagistas passivos, respiram as mesmas substâncias tóxicas dos derivados do tabaco, que se espalham no ambiente”, lembra a oncologista. A Organização Mundial da Saúde estima que 900 mil pessoas morrem por ano, vítimas de fumo passivo. Ou seja, quase 13% das vítimas do tabaco não colocam um cigarro na boca. O Brasil tem hoje cerca de 21 milhões de fumantes, segundo dados do Ministério de Saúde. Com a pandemia, surgiu outra preocupação: o tabagismo também é fator de risco para a COVID-19, porque deixa o fumante mais vulnerável para desenvolver os sintomas mais graves à infecção causada pelo novo coronavírus. Entre os pacientes chineses diagnosticados com pneumonia associada ao coronavírus (Covid–19), as chances de progressão da doença (inclusive até a morte) foram 14 vezes maiores entre as pessoas com histórico de tabagismo, em comparação com as que não fumavam. Esse foi o fator de risco mais forte entre os examinados. armadilha do cigarro – A nicotina é uma droga potente, que causa dependência rapidamente e abandonar o vício é muito difícil. O cigarro cria um ciclo de dependência química que funciona como uma gangorra; uma perigosa alternância entre recompensa e abstinência. O fumante sente os efeitos da nicotina no cérebro quase de imediato. A cada tragada, a nicotina é absorvida pelos pulmões, chegando ao cérebro em cerca de 9 segundos, ativando a dopamina (responsável pela sensação de prazer). O fumo causa no Sistema Nervoso Central, num primeiro momento, a elevação leve do humor e diminuição do apetite. Mas esse efeito tem curta duração – em apenas uma hora o organismo já entra em um processo de abstinência, gerando a necessidade de fumar novamente. A sensação inicial de prazer vira dependência.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NOS EVENTOS -Mostra do Cinema Europeu
Propaganda

FOCO ESPECIAL

FOCO ESPECIAL – A SEGUNDA EDIÇÃO “ELAS EMPREENDEM E VENCEM” MOVIMENTOU O RECANTO DAS EMAS!

Publicados

em

No dia 14 de maio, sábado, a equipe do Jornal Capital em Foco realizou a 2ª Edição do “Elas empreendem e vencem” no ginásio Tatuzão, no Recanto das Emas/DF.

Comandado pela cerimonialista da Bolshoi Eventos e também colaboradora do Jornal Capital em Foco, Karla Lopes,

o evento nesta edição contou com a participação da Faculdade Estácio representada pelos alunos dos cursos de Nutrição, Enfermagem, Direito, Contábeis e Fisioterapia que prestaram atendimento a comunidade.

Também presente no evento, o CRAS com orientações sobre os benefícios prestados pelo órgão, a SEJUS com procedimentos beleza, a CODHAB com o atendimento “Morar Bem”, a Secretaria da Mulher com serviços médicos e orientações sobre o autoexame das mamas e a ONG Programando o Futuro com o ônibus para o recolhimento do lixo eletrônico e serviços sociais de corte de cabelo e aferição de pressão.

A Administração do Recanto das Emas cedeu não só o local para a realização do evento, como também a infraestrutura de som e imagem.

Os participantes ainda puderam assistir a palestra do consultor do SEBRAE – Gerson Spíndola sobre MEI, um talk show mediado pela jornalista Silvana Scórsin com: a empresária e proprietária da Pizzaria Magia, Ana Cristina; o empresário Salomão Ferretti, proprietário da SAMA – RH e Marketing Promocional (que doou camisetas personalizadas para a equipe do Jornal Capital em Foco); a psicanalista Rosane Lopes; a coach de carreiras, Tamara Penha; a empresária do ramo e cursos e treinamentos INTEGRA, Naiara Clemente;  a especialista em Mídia Digital Bárbara Scorsin; a empresária do ramo de confeitaria, Eduarda Yasmim e a Assistente Social e Neurocientista  da ONG “Mulher Simples Assim”, Marcia Sousa que dividiram seus conhecimentos e experiencias como empreendedores com o intuito de encorajar e ajudar as mulheres  a entrarem e se manterem no ramo de negócio e  agregar e auxiliar nas dificuldades enfrentadas.

Leia Também:  Foco especial! 27 de agosto - Dia Nacional do Psicólogo.

 

Ao final, a palestra de Fana Lopes, criadora de conteúdos sobre comportamento, que tem um canal no youtube – Fana Lopes – e é colaboradora do Capital em Foco, na coluna FOCO COM FANA LOPES.

O evento terminou  animado pelo colaborador do Jornal Capital em Foco, D’ROSA  com  sorteios de vários brindes, doados pelos comerciantes e apoiadores: SEBRAE, All Rede (que também disponibilizou para todos, sinal de internet), Loja Essencial, Livraria Leitura, Bolshoi Eventos,  site Radar Digital Brasília, a loja de vinhos e espumantes LAVINOCASA, a floricultura Rainha Margarida, o Trem da Roça, Rivania Bijoux, Duda Gourmet, Loja Rei do Bebê, Closet Majohn, Móveis e Utilidades Santo Antonio, KS Acessórios, Papelaria Impacto, Tamires Cosméticos, o Restaurante Sabor da Roça, Top Pães, Padaria Suprema, Panicenter, a Distribuidora Santa Fé, Jaqueline Texeira Disigner, CIK2 multimarcas, Bolo Fofo da Dayane e a instalação do Pula-Pula para crianças pela Provençal Festas.

“O objetivo do encontro foi compartilhar o conhecimento adquirido com experiências em empreendedorismo, e deste modo, contribuir para o desenvolvimento profissional de mulheres que decidem empreender para vencer. Missão cumprida!

Todos os nossos convidados se dedicaram nessa missão, na ajuda às mulheres que se encontram com dificuldade em tirar seus projetos do papel por falta de uma orientação ou aquelas que pensam em parar por diversas dificuldades.”  – Disse a Presidente do Jornal Capital em Foco, Betânia Sousa.

 

A equipe do Jornal Capital em Foco aproveita para agradecer as pessoas que ficaram anônimas durante o evento, mas que fizeram a diferença para tudo dar certo. Gabriel Scórsin, Lilian Aparecida Pinto, Neuza Barbosa, Neide Barbosa e Kenia Severo , Jael Fontenelle ,  Ricardo Wilson Guimarães, Itamar alemão do Caminhão, Elaine, Ivone Maria e Maria Ivone e Meriva.

Leia Também:  Saúde Primária é tema de Audiência Publica na Câmara Legislativa do DF

E você, nosso leitor, fique ligado na programação de outras edições do “Elas empreendem e vencem”.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA