BRASÍLIA

GERAL

FOCO ESPECIAL! REVIVER SOCIAL

Publicados

GERAL

Por Silvana Scórsin A pandemia já causou, além de muitas mortes, muito caos na vida de toda a sociedade. Sonhos e projetos foram afetados, e por vezes de maneira irreparável. São tantas dúvidas que já estamos a um semestre de isolamento social, e o número de vítimas continua instável, não indicando rumo para que seguramente possamos ter atitudes mais ou menos flexíveis em relação ao distanciamento social. O esforço tem sido geral, todos se unem para praticar atos solidários aos que necessitam, aos mais afetados, além dos cientistas do mundo todo que estão realizando testes para vacinas que alcancem os 100 % de eficácia, em passos lentos sim, ou talvez, nos pareça assim, devido a nossa urgência de desejos e necessidades, as quais, nunca foram tão em comum no planeta terra. No Brasil, o abre e fecha de comércios e outros setores da economia, demonstrou algumas verdades: nossa fragilidade perante uma catástrofe, governos divididos entre ciência e prática; caos e sobrevivência, pessoas solidárias, e infelizmente, muita informação desnecessária e irresponsável que desviaram o percurso de uma via única, causando pânico, desperdícios de dinheiro, tempo e vidas. O Capital em Foco acompanhou todo o processo de vários ângulos profissionais, econômicos e sociais, e como neste momento teremos um retorno necessário de alguns setores importantes na cadeia econômica, que além de terem passado pelo sufoco de portas fechadas e faturamento quase zero, abrem as portas com “mil e umas” novas políticas (umas obrigatórias e outras não) de protocolo de atendimento e de prestação de serviços. Estivemos “in loco” em um desses estabelecimentos, na sua data de retorno. O Restaurante “Noah Gardem Bar”, da 408 Sul em Brasília, conhecido por sua excelência gastronômica e pelo ambiente social agradável, que trazia som e apresentações ao vivo para até 200 pessoas por noite. A equipe do Capital em Foco, composta por Silvana Scórsin, Ângela Scórsin, Karla Lopes, D’Roza e Adriana Braga, jornalistas e colunistas, tinham a missão de vivenciar o “novo normal” como está sendo definido o momento de transição da quarentena para o reviver social. Destacamos nessa reportagem, entrevistas com alguns dos profissionais mais diretamente envolvidos com o atendimento ao público, e repercutimos aqui nos vídeos, um pouco do que está, e será daqui em diante. Para os comerciantes de bares e restaurantes, e do setor turístico como um todo em Brasília, o desafio apenas recomeçou. O “reviver social” dependerá do conjunto de forças da comunidade que pode abraçar a causa do seu vizinho comerciante, e ajudá-lo a se reerguer, assim como, os Brasilienses podem e devem prestigiar a cidade com mais carinho por esses novos tempos. Foto: Infomoney.com Em Nova Iorque, a prefeitura estendeu eternamente os espaços, antes ocupados por carros estacionados, a restaurantes para adaptação de seus ambientes externos, um convite a novas paisagens nas ruas, com cercados já criativos de flores, entre outros. Imaginamos a Capital Federal, onde durante anos e anos, governos e empresários divergiram sobre espaços nas entre quadras do Plano Piloto, os famosos “puxadinhos”, que agora possam, quem sabe, retomar os estudos de viabilidade para o bem comum. “Na visita ao Noah Guarden bar, o que mais me impressionou foi o aplicativo Noruh para fazer o pedido e o pagamento, facilita para os clientes e também para os garçons. Mais ecológico, e não pegamos no mesmo cardápio que outras pessoas, o cuidado e a proteção do local foi excelente.” Disse Adriana Braga – produtora de Mídia Social. “O que mais me chamou a atenção, foi o atendimento desde o início com a medição de temperatura e o aviso sobre o número máximo de pessoas à mesa” – Disse nossa colunista Ângela Scórsin “Tenho a impressão que os bons hábitos que estamos registrando aqui hoje, como higienização constantes, atendimento por aplicativo, aliás, fantástica essa tecnologia, e novas formas de apresentações públicas serão definitivas”. Silvana Scórsin – Jornalista. O Jornal Capital em Foco continuará a acompanhar sempre as histórias que profissionais e empresários enfrentam para se inovar, e se superar a cada obstáculo que aparecer. Equipe CAPITAL EM FOCO! CONECANTO PESSOAS, HISTÓRIAS E PROFISSÕES.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foco nas Lives! Especial! Doe! “#AJUDEAÍ” com Tamires Moraes!
Propaganda

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO NAS NOTÍCIAS – Governo Federal institui Programa de emprego e capacitação voltado para mulheres e jovens.

Publicados

em

Foto: Presidente Jair Bolsonaro e a Deputada Federal Celina Leão/PP

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (4), Medida Provisória que institui programa voltado à inserção e à manutenção das mulheres e jovens no mercado de trabalho e Decreto que visa criar 100 mil novas vagas de aprendizagem profissional e contribuir para melhorar a qualificação e a empregabilidade dos jovens. A ação faz parte do Programa Renda e Oportunidade (PRO), uma série de medidas lançadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência para alavancar a retomada do emprego e da economia no País.

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, destacou os 2 milhões e 700 mil novos empregos criados em 2021 no Governo do presidente Jair Bolsonaro, “o maior número dos últimos 10 anos. E somente no primeiro trimestre de 2022 já são mais de 600 mil novos empregos e podemos sonhar que até o final de 2022 a gente consiga superar todas as expectativas”.
O novo programa cria uma série de medidas para impulsionar as boas práticas na promoção da empregabilidade das mulheres, como a flexibilização do regime de trabalho, a qualificação em áreas estratégicas para ascensão profissional e apoio a mulheres no retorno ao trabalho após a licença maternidade. Ao grupo feminino, a MP prevê a implementação de várias medidas de apoio à parentalidade na primeira infância – via reembolso creche ou a liberação de valores do FGTS para auxílio no pagamento de despesas e manutenção ou subvenção de instituições de educação infantil pelos Serviços Sociais.
Será ainda incentivada a flexibilização do regime de trabalho dos pais após o término da licença maternidade, para apoio às mulheres no retorno ao trabalho nesse período, tais como a implantação do regime de tempo parcial e compensação de jornada por meio de banco de horas, além da jornada de 12 horas trabalhadas por 36 horas ininterruptas de descanso, quando a atividade permitir, além da antecipação de férias e flexibilização do horário de entrada e de saída.
O programa foca na empregabilidade das mulheres, especialmente aquelas que sofrem impacto direto da maternidade – até os cinco anos de idade dos filhos – no que se refere à capacidade de inserção, permanência e progressão no mercado de trabalho. Também institui o “Selo Emprega + Mulher”, para promover nas empresas a adoção de boas práticas na contratação, ocupação de postos de liderança e a ascensão profissional de mulheres.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Na solenidade de assinatura foi convidada a discursar pelo Presidente da República, Jair Bolssonado, a coordenadora da Bancada Feminina da Câmara dos Deputados, a deputada federal, Celina Leão. Em seu discurso Celina Leão, a deputada quebrou o protocolo e iniciou cumprimentando as mulheres presentes, a primeira dama Michelle Bolsonaro.

Leia Também:  Foco especial! Lançamento Nivus

Em seu discurso, a parlamentar Celina Leão, ressaltou que , em sua legislatura, aprovou 162 leis voltadas às mulheres (algumas ainda tramitando no Senado).  Jair Bolsonaro sancionou 66 delas, ato nunca feito antes por outro presidente. Sancionando inclusive, leis de autoria de deputadas da oposição, reconhecendo o trabalho da bancada feminina sem discriminação.

“A medida provisória, revoluciona a questão de como o Estado olha a parentalidade responsiva, situações onde o homem também poderá desfrutar da licença maternidade, saque do FGTS para pagamento de creche entre várias outras ações progressistas. “, afirmou Celina Leão.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Para os jovens, o programa busca aumentar as oportunidades de formação e de inclusão produtiva do adolescente e do jovem por meio da aprendizagem profissional. Foram criadas 100 mil novas vagas de aprendiz e foi instituído o Projeto Nacional de Incentivo à Contratação de Aprendizes, por meio do qual as empresas participantes terão benefícios para regularizarem o cumprimento da cota de aprendizagem, com uma estimativa de contratação de 250 mil adolescentes e jovens ainda este ano.
Também foram estabelecidas medidas para incluir mais adolescentes e jovens vulneráveis na aprendizagem, com prioridade para o público do Auxílio Brasil, adolescentes em acolhimento institucional, aqueles provenientes do trabalho infantil, entre outros. A MP e o Decreto trazem ainda medidas para melhorar a formação do aprendiz e para integrar a aprendizagem profissional ao novo ensino médio da rede pública de ensino, contribuindo para que os adolescentes e jovens permaneçam na escola enquanto são qualificados e ingressam no mercado de trabalho. A MP amplia também o prazo máximo da aprendizagem de dois para três anos e cria incentivos para que as empresas efetivem os aprendizes em contratos de trabalho por tempo indeterminado após a conclusão do programa de aprendizagem.

Leia Também:  Foco nos eventos! Cine Teatro Itinerante: Drive-in.

Fonte: ascom Ministerio do trabalho e previdência

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA