BRASÍLIA

GERAL

Foco na saúde! Grupo de 478 médicos do DF elabora protocolo para tratamento precoce da Covid-19

Publicados

GERAL

Foto: Nescom UFMG Postado por Silvana Scórsin em 07.07.2020 Um grupo com 478 médicos da rede pública e privada do Distrito Federal se reuniu para elaborar e propor um protocolo de tratamento precoce de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Na lista de medicamentos a serem ofertados aos doentes está a hidroxicloroquina, além do vermífugo ivermectina e do antibiótico azitromicina. “Temos medicações que estão disponíveis, são de baixo custo, baixa toxicidade e que podem ser prescritas pelos médicos no primeiro estágio da Covid-19 para diminuir a replicação viral. É claro que todos nós gostaríamos de trabalhar com base em estudos científicos sólidos. Mas vivemos uma situação atípica, de guerra. O novo coronavírus não está na bula, porque ele não existia quando os medicamentos foram criados”, explica a otorrinolaringologista Carine Petry, uma das integrantes do grupo. Os médicos do coletivo defendem que os remédios sejam oferecidos aos pacientes nos postos de saúde. “As pessoas precisam saber que há opções. É possível enfrentar o coronavírus com medicação e não só esperar uma cura espontânea ou o agravamento da doença e a posterior internação em UTI”, opina a médica. Para os integrantes do grupo, o tratamento precoce pode evitar o colapso da rede pública do Distrito Federal ao diminuir a necessidade de internação dos pacientes infectados pela Covid-19. O documento com sugestões foi entregue à Secretaria de Saúde e está sob análise. O protocolo criado pelo grupo, que reúne médicos de hospitais públicos regionais e de unidades particulares, orienta a prescrição dos medicamentos tão logo o paciente apresentar sinais da doença. “O início do tratamento precoce deve ser baseado no diagnóstico clínico, ou seja, na manifestação dos sintomas, que, muitas vezes, são bastante característicos. O resultado dos testes pode demorar e existe a possibilidade do falso negativo”, explicou Carine. De acordo com a médica ouvida pela coluna, e que representa o grupo, as doses e os medicamentos propostos variam com o histórico de cada paciente. Mas, na maioria dos casos, o tratamento dura de 2 a 14 dias. Segundo os médicos do grupo nominado Covid-19, estudos científicos publicados recentemente mostram resultados positivos sobre a eficácia dos medicamentos sugeridos no protocolo. Um deles, realizado por membros do Sistema de Saúde Henry Ford, em Detroit, nos Estados Unidos, demonstrou que pacientes infectados tratados com hidroxicloroquina apresentaram menor taxa de mortalidade. A equipe americana analisou o quadro clínico de 2.547 pacientes, que foram divididos em dois grupos. De acordo com os estudos, a taxa de mortalidade entre as pessoas que receberam a droga foi de 13%, enquanto o índice chegou a 26% entre os que não foram medicados com o fármaco. A ivermectina, medicamento contra infestações parasitárias, também está no protocolo. E, de acordo com os médicos do grupo, apresentou resultados positivos contra o novo coronavírus in vitro, ou seja, em testes laboratoriais. O objetivo dessa prescrição é a contenção da proliferação do vírus. Também são citados procedimentos adotados em cidades brasileiras, como a paulista Porto Feliz, onde a prefeitura disponibilizou kits com hidroxicloroquina e azitromicina. Outro caso é o de Belém do Pará, em que uma rede de saúde particular implementou a distribuição de medicamentos como tratamento contra o coronavírus. “Existe, hoje, uma grande divisão entre os médicos. Nós acreditamos na autonomia. Não há problema nenhum se alguns profissionais não se sentem confortáveis para prescrever certos medicamentos. Mas, ao mesmo tempo, há médicos que acreditam no tratamento. Os dois grupos precisam se respeitar. E todos devem garantir a autonomia do paciente, que tem o direito de saber das opções disponíveis e decidir por utilizá-las ou não”, frisa Carine.
O presidente do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF), Farid Buitrago, acompanhou a elaboração do documento entregue à Secretaria de Saúde. “O protocolo é baseado no tratamento off label, ou seja, que não está previsto na bula e que tem como base a observação de resultados positivos. Hoje, temos estudos que apontam para certos benefícios, mas nenhuma pesquisa sólida”, explicou. “A posição do CRM é pela autonomia do médico para prescrever, em comum acordo com o paciente, as medicações que considera importantes para o tratamento”, assinalou. Buitrago orienta que os profissionais de saúde solicitem aos pacientes a assinatura de um termo de compromisso ao concordarem com a administração dos medicamentos. A Secretaria de Saúde informou, por meio de nota, que, “até o momento, a hidroxicloroquina é prescrita apenas para pacientes de artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e polidermomiosite”.
Fonte: Agora Notícias Brasil – Íntegra

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO ESPECIAL Teoria do Caos!
Propaganda

FOCO ESPECIAL

FOCO ESPECIAL – A SEGUNDA EDIÇÃO “ELAS EMPREENDEM E VENCEM” MOVIMENTOU O RECANTO DAS EMAS!

Publicados

em

No dia 14 de maio, sábado, a equipe do Jornal Capital em Foco realizou a 2ª Edição do “Elas empreendem e vencem” no ginásio Tatuzão, no Recanto das Emas/DF.

Comandado pela cerimonialista da Bolshoi Eventos e também colaboradora do Jornal Capital em Foco, Karla Lopes,

o evento nesta edição contou com a participação da Faculdade Estácio representada pelos alunos dos cursos de Nutrição, Enfermagem, Direito, Contábeis e Fisioterapia que prestaram atendimento a comunidade.

Também presente no evento, o CRAS com orientações sobre os benefícios prestados pelo órgão, a SEJUS com procedimentos beleza, a CODHAB com o atendimento “Morar Bem”, a Secretaria da Mulher com serviços médicos e orientações sobre o autoexame das mamas e a ONG Programando o Futuro com o ônibus para o recolhimento do lixo eletrônico e serviços sociais de corte de cabelo e aferição de pressão.

A Administração do Recanto das Emas cedeu não só o local para a realização do evento, como também a infraestrutura de som e imagem.

Os participantes ainda puderam assistir a palestra do consultor do SEBRAE – Gerson Spíndola sobre MEI, um talk show mediado pela jornalista Silvana Scórsin com: a empresária e proprietária da Pizzaria Magia, Ana Cristina; o empresário Salomão Ferretti, proprietário da SAMA – RH e Marketing Promocional (que doou camisetas personalizadas para a equipe do Jornal Capital em Foco); a psicanalista Rosane Lopes; a coach de carreiras, Tamara Penha; a empresária do ramo e cursos e treinamentos INTEGRA, Naiara Clemente;  a especialista em Mídia Digital Bárbara Scorsin; a empresária do ramo de confeitaria, Eduarda Yasmim e a Assistente Social e Neurocientista  da ONG “Mulher Simples Assim”, Marcia Sousa que dividiram seus conhecimentos e experiencias como empreendedores com o intuito de encorajar e ajudar as mulheres  a entrarem e se manterem no ramo de negócio e  agregar e auxiliar nas dificuldades enfrentadas.

Leia Também:  Foco dicas! Vamos montar um quebra-cabeças?

 

Ao final, a palestra de Fana Lopes, criadora de conteúdos sobre comportamento, que tem um canal no youtube – Fana Lopes – e é colaboradora do Capital em Foco, na coluna FOCO COM FANA LOPES.

O evento terminou  animado pelo colaborador do Jornal Capital em Foco, D’ROSA  com  sorteios de vários brindes, doados pelos comerciantes e apoiadores: SEBRAE, All Rede (que também disponibilizou para todos, sinal de internet), Loja Essencial, Livraria Leitura, Bolshoi Eventos,  site Radar Digital Brasília, a loja de vinhos e espumantes LAVINOCASA, a floricultura Rainha Margarida, o Trem da Roça, Rivania Bijoux, Duda Gourmet, Loja Rei do Bebê, Closet Majohn, Móveis e Utilidades Santo Antonio, KS Acessórios, Papelaria Impacto, Tamires Cosméticos, o Restaurante Sabor da Roça, Top Pães, Padaria Suprema, Panicenter, a Distribuidora Santa Fé, Jaqueline Texeira Disigner, CIK2 multimarcas, Bolo Fofo da Dayane e a instalação do Pula-Pula para crianças pela Provençal Festas.

“O objetivo do encontro foi compartilhar o conhecimento adquirido com experiências em empreendedorismo, e deste modo, contribuir para o desenvolvimento profissional de mulheres que decidem empreender para vencer. Missão cumprida!

Todos os nossos convidados se dedicaram nessa missão, na ajuda às mulheres que se encontram com dificuldade em tirar seus projetos do papel por falta de uma orientação ou aquelas que pensam em parar por diversas dificuldades.”  – Disse a Presidente do Jornal Capital em Foco, Betânia Sousa.

 

A equipe do Jornal Capital em Foco aproveita para agradecer as pessoas que ficaram anônimas durante o evento, mas que fizeram a diferença para tudo dar certo. Gabriel Scórsin, Lilian Aparecida Pinto, Neuza Barbosa, Neide Barbosa e Kenia Severo , Jael Fontenelle ,  Ricardo Wilson Guimarães, Itamar alemão do Caminhão, Elaine, Ivone Maria e Maria Ivone e Meriva.

Leia Também:  FOCO ESPECIAL Teoria do Caos!

E você, nosso leitor, fique ligado na programação de outras edições do “Elas empreendem e vencem”.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA