BRASÍLIA

GERAL

Foco nas cidades! Rua do Lazer na W3 Sul passa a ter pista exclusiva para ciclistas

Publicados

GERAL

Postado por Silvana Scórsin Ontem (7), no feriado, foi o primeiro dia que a Rua do Lazer, na W3 Sul, contou com a faixa exclusiva para usuários de bicicletas, skates e patinetes. Na última semana, o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) iniciou a primeira fase da sinalização da via. Em toda a extensão da Rua do Lazer foram instaladas cinquenta e nove placas. A avenida W3 passa, então, a ser dividida assim: as três faixas no sentido norte-sul, ao lado das quadras 700, são para ciclistas. No sentido contrário, sul-norte, ao lado das quadras 500, as três faixas são para pedestres. Agentes do órgão também estiveram no local para explicar a novidade e dar dicas sobre a convivência entre pedestres e ciclistas. O chefe do Núcleo de Campanhas Educativas de Trânsito, Miguel Videl, enfatiza: “No trânsito, o maior sempre cuida do menor”. Ana Luiza Ribeiro, estudante de 21 anos, pedalava quando foi abordada por um agente e convidada a participar de um bate-papo sobre deveres e direitos dos ciclistas. “É a primeira vez que venho. Costumo ir ao Eixão, mas achei muito melhor aqui, mais vazio e ainda teremos uma via só para bicicletas”, pontua. O secretário de Governo, José Humberto Pires, esclarece que a demanda por sinalização veio da população e logo foi submetida a avaliação do Detran-DF. No departamento, verificou-se que havia viabilidade e relevância em executar a demarcação das vias de uso restrito a cada usuário, pois traria mais segurança. “Em razão disso, estamos adotando uma sinalização especial. É uma característica de cidades mais modernas essa delimitação de áreas para pedestres e ciclistas, e evita o confronto entre os dois”, afirma o secretário de Governo. Moradora da região, a aposentada Maria da Paz Santos, elogia a ação do Detran-DF e a iniciativa do GDF. “Foi a melhor ação já realizada. Agora temos um espaço para trazer as crianças para brincar, posso caminhar tranquila. Sem contar que ganhamos mais qualidade de vida”, ressalta a aposentada. Ainda na avaliação dela, domingo e feriados passam a ter outro sentido. “Uma calmaria, sem sons de buzinas e carros”. Agentes de fiscalização do Detran-DF também distribuíram material educativo e máscaras de proteção facial para os frequentadores. Rua do Lazer A secretaria de Esporte e Lazer apoia e busca a expansão do projeto. A chefe da pasta, Celina Leão, conta que desde que entrou na secretaria quer democratizar, cada vez mais, o esporte. “As ruas de lazer estão chegando em todas as cidades, estamos provocando as regiões administrativas e o projeto evolui em cada cidade do DF. Com o apoio integral do GDF, as ações estão acontecendo e a população praticando esporte, que é importante no combate à Covid-19”, afirma Celina Leão. A secretária comenta ainda sobre a nova sinalização na W3 Sul, como já acontece no Parque da Cidade. “Com o mesmo espaço sendo dividido entre crianças, animais de estimação, pedestres, corredores, bicicletas, patins, skates e triciclos é acidente na certa. Dessa forma, cada um tem espaço único para a prática esportiva e não ocorre nenhum episódio grave entre eles”, conclui. Fonte: Secretaria de Esportes do DF

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foco nos eventos! Projeto Essência Black Dançando com Charme
Propaganda

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO NAS NOTÍCIAS – Governo Federal institui Programa de emprego e capacitação voltado para mulheres e jovens.

Publicados

em

Foto: Presidente Jair Bolsonaro e a Deputada Federal Celina Leão/PP

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (4), Medida Provisória que institui programa voltado à inserção e à manutenção das mulheres e jovens no mercado de trabalho e Decreto que visa criar 100 mil novas vagas de aprendizagem profissional e contribuir para melhorar a qualificação e a empregabilidade dos jovens. A ação faz parte do Programa Renda e Oportunidade (PRO), uma série de medidas lançadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência para alavancar a retomada do emprego e da economia no País.

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, destacou os 2 milhões e 700 mil novos empregos criados em 2021 no Governo do presidente Jair Bolsonaro, “o maior número dos últimos 10 anos. E somente no primeiro trimestre de 2022 já são mais de 600 mil novos empregos e podemos sonhar que até o final de 2022 a gente consiga superar todas as expectativas”.
O novo programa cria uma série de medidas para impulsionar as boas práticas na promoção da empregabilidade das mulheres, como a flexibilização do regime de trabalho, a qualificação em áreas estratégicas para ascensão profissional e apoio a mulheres no retorno ao trabalho após a licença maternidade. Ao grupo feminino, a MP prevê a implementação de várias medidas de apoio à parentalidade na primeira infância – via reembolso creche ou a liberação de valores do FGTS para auxílio no pagamento de despesas e manutenção ou subvenção de instituições de educação infantil pelos Serviços Sociais.
Será ainda incentivada a flexibilização do regime de trabalho dos pais após o término da licença maternidade, para apoio às mulheres no retorno ao trabalho nesse período, tais como a implantação do regime de tempo parcial e compensação de jornada por meio de banco de horas, além da jornada de 12 horas trabalhadas por 36 horas ininterruptas de descanso, quando a atividade permitir, além da antecipação de férias e flexibilização do horário de entrada e de saída.
O programa foca na empregabilidade das mulheres, especialmente aquelas que sofrem impacto direto da maternidade – até os cinco anos de idade dos filhos – no que se refere à capacidade de inserção, permanência e progressão no mercado de trabalho. Também institui o “Selo Emprega + Mulher”, para promover nas empresas a adoção de boas práticas na contratação, ocupação de postos de liderança e a ascensão profissional de mulheres.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Na solenidade de assinatura foi convidada a discursar pelo Presidente da República, Jair Bolssonado, a coordenadora da Bancada Feminina da Câmara dos Deputados, a deputada federal, Celina Leão. Em seu discurso Celina Leão, a deputada quebrou o protocolo e iniciou cumprimentando as mulheres presentes, a primeira dama Michelle Bolsonaro.

Leia Também:  Foco no trabalho! Decisão do STF reconhece o Coronavírus como acidente de trabalho

Em seu discurso, a parlamentar Celina Leão, ressaltou que , em sua legislatura, aprovou 162 leis voltadas às mulheres (algumas ainda tramitando no Senado).  Jair Bolsonaro sancionou 66 delas, ato nunca feito antes por outro presidente. Sancionando inclusive, leis de autoria de deputadas da oposição, reconhecendo o trabalho da bancada feminina sem discriminação.

“A medida provisória, revoluciona a questão de como o Estado olha a parentalidade responsiva, situações onde o homem também poderá desfrutar da licença maternidade, saque do FGTS para pagamento de creche entre várias outras ações progressistas. “, afirmou Celina Leão.

Foto: Deputada Federal Celina Leão/PP

Para os jovens, o programa busca aumentar as oportunidades de formação e de inclusão produtiva do adolescente e do jovem por meio da aprendizagem profissional. Foram criadas 100 mil novas vagas de aprendiz e foi instituído o Projeto Nacional de Incentivo à Contratação de Aprendizes, por meio do qual as empresas participantes terão benefícios para regularizarem o cumprimento da cota de aprendizagem, com uma estimativa de contratação de 250 mil adolescentes e jovens ainda este ano.
Também foram estabelecidas medidas para incluir mais adolescentes e jovens vulneráveis na aprendizagem, com prioridade para o público do Auxílio Brasil, adolescentes em acolhimento institucional, aqueles provenientes do trabalho infantil, entre outros. A MP e o Decreto trazem ainda medidas para melhorar a formação do aprendiz e para integrar a aprendizagem profissional ao novo ensino médio da rede pública de ensino, contribuindo para que os adolescentes e jovens permaneçam na escola enquanto são qualificados e ingressam no mercado de trabalho. A MP amplia também o prazo máximo da aprendizagem de dois para três anos e cria incentivos para que as empresas efetivem os aprendizes em contratos de trabalho por tempo indeterminado após a conclusão do programa de aprendizagem.

Leia Também:  Inclusão digital no Paranoá com o Programa Passaporte Para o Futuro.

Fonte: ascom Ministerio do trabalho e previdência

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA