BRASÍLIA

GERAL

FOCO NAS MULHERES! GDF lança ação para incentivar empreendedorismo feminino

Publicados

GERAL

Foto: Renato Alves/Agência Brasília Imagine uma mulher com conhecimento técnico em alguma área específica que possa transformar isso em renda. Imagine um curso, direcionado apenas para mulheres, onde elas poderão capacitar e ser capacitadas para encarar o mercado de trabalho. Imagine, agora, que 40 mulheres poderão se inscrever, a partir de hoje (18) para oferecerem oficinas e ensinarem um ofício a outras mulheres. Imaginou? Pois o projeto Mulheres Hipercriativas, lançado nesta quinta-feira (17) pelo Governo do Distrito Federal (GDF), vai transformar tudo isso em realidade. Neste primeiro momento, por meio de uma seleção onde as inscrições já estão abertas, o projeto – que tem como embaixadora a secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do DF, Mayara Noronha Rocha – vai escolher 40 professoras-facilitadoras que serão remuneradas com valores entre R$ 2,5 mil até R$ 10 mil para ministrarem oficinas para outras mulheres. Para se inscrever, elas precisam ter habilidades profissionais em áreas da economia criativa, que vão desde comunicação (publicidade, marketing, multimídia, organização de eventos) a oficinas de moda, gastronomia, design gráfico e de produtos, além de gestão empreendedora. As melhores propostas serão selecionadas e, todas receberão apoio e capacitação para gravarem as vídeo-aulas e aplicarem o conteúdo de maneira adequada. O edital está aberto até o dia 19 de outubro. Segunda fase Já a segunda fase do projeto vai contemplar 4 mil mulheres que tenham interesse e se inscrevam para fazer os cursos – que serão on-line e terão três fases: as aulas gravadas pelas professoras, a parte interativa e o recebimento de material de apoio. “É um projeto que tem como objetivo levar o empoderamento e despertar a liderança feminina em um momento de pandemia, para mostrar que quando nos deparamos com crises é que não podemos ter medo e buscar a inovação”, afirmou Mayara Noronha. A expectativa da Secretaria da Mulher do DF e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) – realizadores do Mulheres Hipercriativas – é que cerca de 16 mil pessoas sejam beneficiadas, diretamente e indiretamente, pelas oficinas. “Essas 4 mil mulheres trazem consigo, pelo menos, mais quatro pessoas da família. É uma grande oportunidade de reforçar a economia criativa, responsável pela geração de renda, oportunidades e emprego para tantas pessoas no Brasil, além de promover a formação e o empreendedorismo”, explicou o diretor e chefe da representação da OEI no Brasil, Raphael Callou. “Estamos aqui muito felizes porque vamos levar dignidade para essas mulheres, garantindo a elas um direito básico, que é o da escolha”, disse a secretária da Mulher, Érika Filippelli. Pelo projeto, as inscritas para os cursos poderão optar pelos temas de interesse para se qualificarem, repensarem seus negócios, seus projetos de vida e também realizarem o sonho de serem empreendedoras. “E, mais do que isso, é a oportunidade de construção de uma forte rede de mulheres líderes”, completou a secretária. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres foram as mais prejudicadas com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Neste período, mais de 7 milhões delas sofrem com o desemprego. O projeto chega para tentar minimizar os efeitos devastadores do momento no universo feminino. “Elas me procuram e demonstram muita preocupação e sabemos que grande parte delas são chefes de família”, acrescentou a primeira-dama do DF. “Falar de um projeto como este me traz muita responsabilidade, mas hoje sou um ator coadjuvante neste ato de lançamento do Mulheres Hipercriativas. As figuras principais são elas”, disse o vice-governador Paco Britto. “Porém, no DF, vemos a oportunidade para que mulheres desenvolvam suas competências e expandam seus negócios, fortalecendo o empreendedorismo feminino por meio da economia criativa”, acrescentou. É um projeto que tem como objetivo levar o empoderamento e despertar a liderança feminina em um momento de pandemia, para mostrar que quando nos deparamos com crises é que não podemos ter medo e buscar a inovação – Mayara Noronha, secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do DF As atividades culturais e criativas geram 2,64% do PIB brasileiro e são responsáveis por mais de um milhão de empregos formais diretos, segundo estudo da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN), com base em dados do IBGE. Há no setor cerca de 250 mil empresas e instituições. “Investir na cultura, na economia criativa, não é apenas uma linha do social, mas uma linha do desenvolvimento”, completou o diretor da OEI. Todas as informações para se inscrever no projeto e apresentar proposta de oficina podem ser consultadas no site: https://www.oei.org.br/mulheres-hipercriativas/. Fonte: DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU / LÍVIO DI ARAÚJO

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO-Luiz Gonzaga: O Rei do Baião
Propaganda

FOCO ESPECIAL

FOCO ESPECIAL – A SEGUNDA EDIÇÃO “ELAS EMPREENDEM E VENCEM” MOVIMENTOU O RECANTO DAS EMAS!

Publicados

em

No dia 14 de maio, sábado, a equipe do Jornal Capital em Foco realizou a 2ª Edição do “Elas empreendem e vencem” no ginásio Tatuzão, no Recanto das Emas/DF.

Comandado pela cerimonialista da Bolshoi Eventos e também colaboradora do Jornal Capital em Foco, Karla Lopes,

o evento nesta edição contou com a participação da Faculdade Estácio representada pelos alunos dos cursos de Nutrição, Enfermagem, Direito, Contábeis e Fisioterapia que prestaram atendimento a comunidade.

Também presente no evento, o CRAS com orientações sobre os benefícios prestados pelo órgão, a SEJUS com procedimentos beleza, a CODHAB com o atendimento “Morar Bem”, a Secretaria da Mulher com serviços médicos e orientações sobre o autoexame das mamas e a ONG Programando o Futuro com o ônibus para o recolhimento do lixo eletrônico e serviços sociais de corte de cabelo e aferição de pressão.

A Administração do Recanto das Emas cedeu não só o local para a realização do evento, como também a infraestrutura de som e imagem.

Os participantes ainda puderam assistir a palestra do consultor do SEBRAE – Gerson Spíndola sobre MEI, um talk show mediado pela jornalista Silvana Scórsin com: a empresária e proprietária da Pizzaria Magia, Ana Cristina; o empresário Salomão Ferretti, proprietário da SAMA – RH e Marketing Promocional (que doou camisetas personalizadas para a equipe do Jornal Capital em Foco); a psicanalista Rosane Lopes; a coach de carreiras, Tamara Penha; a empresária do ramo e cursos e treinamentos INTEGRA, Naiara Clemente;  a especialista em Mídia Digital Bárbara Scorsin; a empresária do ramo de confeitaria, Eduarda Yasmim e a Assistente Social e Neurocientista  da ONG “Mulher Simples Assim”, Marcia Sousa que dividiram seus conhecimentos e experiencias como empreendedores com o intuito de encorajar e ajudar as mulheres  a entrarem e se manterem no ramo de negócio e  agregar e auxiliar nas dificuldades enfrentadas.

Leia Também:  Foco na economia! Caixa anuncia cinco medidas que irão impactar contratos imobiliários.

 

Ao final, a palestra de Fana Lopes, criadora de conteúdos sobre comportamento, que tem um canal no youtube – Fana Lopes – e é colaboradora do Capital em Foco, na coluna FOCO COM FANA LOPES.

O evento terminou  animado pelo colaborador do Jornal Capital em Foco, D’ROSA  com  sorteios de vários brindes, doados pelos comerciantes e apoiadores: SEBRAE, All Rede (que também disponibilizou para todos, sinal de internet), Loja Essencial, Livraria Leitura, Bolshoi Eventos,  site Radar Digital Brasília, a loja de vinhos e espumantes LAVINOCASA, a floricultura Rainha Margarida, o Trem da Roça, Rivania Bijoux, Duda Gourmet, Loja Rei do Bebê, Closet Majohn, Móveis e Utilidades Santo Antonio, KS Acessórios, Papelaria Impacto, Tamires Cosméticos, o Restaurante Sabor da Roça, Top Pães, Padaria Suprema, Panicenter, a Distribuidora Santa Fé, Jaqueline Texeira Disigner, CIK2 multimarcas, Bolo Fofo da Dayane e a instalação do Pula-Pula para crianças pela Provençal Festas.

“O objetivo do encontro foi compartilhar o conhecimento adquirido com experiências em empreendedorismo, e deste modo, contribuir para o desenvolvimento profissional de mulheres que decidem empreender para vencer. Missão cumprida!

Todos os nossos convidados se dedicaram nessa missão, na ajuda às mulheres que se encontram com dificuldade em tirar seus projetos do papel por falta de uma orientação ou aquelas que pensam em parar por diversas dificuldades.”  – Disse a Presidente do Jornal Capital em Foco, Betânia Sousa.

 

A equipe do Jornal Capital em Foco aproveita para agradecer as pessoas que ficaram anônimas durante o evento, mas que fizeram a diferença para tudo dar certo. Gabriel Scórsin, Lilian Aparecida Pinto, Neuza Barbosa, Neide Barbosa e Kenia Severo , Jael Fontenelle ,  Ricardo Wilson Guimarães, Itamar alemão do Caminhão, Elaine, Ivone Maria e Maria Ivone e Meriva.

Leia Também:  FOCO BRASIL - CNC: semestre fecha com maior percentual de endividados desde 2010

E você, nosso leitor, fique ligado na programação de outras edições do “Elas empreendem e vencem”.

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA