BRASÍLIA

Literatura

FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO-POEMA DE ANO NOVO

Publicados

FOCO NA LITERATURA

Gustavo Dourado
Feliz 2022

Festival do Ano-Novo
Desde a antiguidade
Na velha Mesopotâmia
Foi grande festividade
Lá nos tempos de criança
Festejei tal novidade

Nos 2.000 anos a.C
Começou o Festival
Na antiga Babilônia
Foi festa primordial
Equinócio, primavera
A Lua Nova magistral

Festejava-se em março
Era festa de primeira
O povo aproveitava
Sacudia a pasmaceira
Saudava o Sol Nascente
Depois da noite festeira

A 23 de setembro
Ano-Novo celebrado
Pérsia, Assíria, Fenícia
No Egito…Sol adorado
E na Grécia em dezembro
Era bem comemorado

Na Roma antiga o festejo
Em março era bem dado
Depois passou a janeiro
Por ser Jano cultuado
Há muito o Ano-Novo
Pelo povo é celebrado

Em 153 a.C:
O ano-novo romano
A festa consolidou-se
Calendário juliano
Dia 1º de janeiro
Já é no gregoriano

Em 25 de Março
Era o ano festejado
Chegava a primavera
No mundo do outro lado
Até primeiro de abril
Novo ano cultuado

Gregório XIII institui
O primeiro de Janeiro
Hoje é comemorado
No Ocidente inteiro
E até lá no Oriente
Já é ato costumeiro

Mudou-se o calendário
O povo festeja a mil
Resquício da tradição
O primeiro de abril
É o Dia da Mentira
Na Europa e no Brasil

Na noite de São Silvestre
O povo fica acordado
Para a virada do ano
É preciso estar ligado
É noite de dormir pouco
Costume já consagrado

O Ano-Novo chinês
É móvel no calendário
Em janeiro ou fevereiro
Li no Perpétuo Lunário
Lumes, pirotecnia
Fluem do vocabulário

Leia Também:  Foco especial! Lançamento do livro “Meu cliente subiu no telhado.. e agora?

A 19 de março
Do calendário atual
Ano-Novo esotérico
De cunho espiritual
Resgata-se a tradição
De um tempo imemorial

Hégira…Rosh Hashaná
Buda…Moisés…Maomé
Cristo Jesus em Belém
Menino de Nazaré
Harmonia para o mundo
Menos bomba, mais café

Tem pé de porco e lentilha
Gritar, correr e dançar
Com bombom, balas e doce
Festejos a beira mar
Oferenda para o santo
Fogos explodem no ar

Pra você tudo de bom
Saúde e Felicidade
Novo ano de harmonia
Luz.Solidariedade
Paz…Amor e Alegria
Sucesso…Fraternidade

Corte o mal pela raiz
Chega de insanidade
Viva-se a comunhão
Basta à barbaridade
Hora de ter união
Paz, amor e liberdade

Haja fogos, oferendas
E os gritos de alegria
Chega de guerra e terror
Fome, ódio, hipocrisia
Paz e amor para todos
Saúde e sabedoria

Belos fogos de artifício
Abraços e buzinada
Bons sonhos e esperança
Nossa alma renovada
Pelo fim da violência
Paz e amor na jornada

Deseje o bem a todos
Faça-se a renovação
Troque a roupa e os lençóis
Alivie sua dor-tensão
Sorriame e se ilumine
E faça uma boa ação

5, 4, 3, 2, 1:
A contagem regressiva
Um adeus ao ano velho
Viva a vida progressiva
Sem guerra e atormento
Consciência reflexiva

Um Ano-Novo de luz
O novo sol vai brilhar
Que tudo se concretize
Possa tudo melhorar
Multiverse o dia a dia
O novo ano vai raiar

Leia Também:  FOCO BRASIL - Auxílio Brasil Quem recebe?

Depois das festividades
Volta-se à realidade
Pelejas cotidianas
No campo e na cidade
Trabalhe com fantasia
E busque a felicidade

Em tempo de pandemia
Vamos todos nos cuidar
Pra não transmitir o vírus
Sem ligar para o azar
Agir com mais consciência
Um novo ser despertar

Acordar para a verdade
A vil mentira evitar
Ser sábio e coerente
Saber conscientizar
Despertar cidadania
Conjugar o verbo amar

Novo ano que acorda
Vamos nos harmonizar
Cultivar a irmandade
Humanidade a cantar
Ser sol.lidariedade
Os sonhos multiversar

Que o Ano-Novo ilumine
Com paz e felicidade
Para o mundo evoluir
Florescer a liberdade
Que o Amor prevaleça
E haja mais boa vontade

Agora é para valer
2022 vigora
A boa vida a nos guiar
Na poesia que aflora
Vamos todos navegar
Por multiversos afora

2021 dormiu
2022 soou
Continuemos na luta
Novo sonho despertou
A musa renova o verso
Poesia transmutou

Feliz Ano-Novo
Gustavo Dourado

Reflexão de Ano-Novo

Mais um ano se finda
Um novo ano que vem
Manter a cabeça erguida
Não fazer mal a ninguém

Perigo em cada esquina
Cuide dos seus e da rua
Fazer o bem é o caminho
A luta sempre continua…

Chega de ódio e mal
Melhorem a sociedade
Cultivem amor e alegria
Um basta à infelicidade

Ame a paz, a natureza
Respeite o semelhante
O que deseja a outrem
A ti retornará adiante…

Feliz 2022…
Gustavo Dourado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FOCO NA LITERATURA

FOCO NA LITERATURA – GONÇALO FERREIRA DA SILVA – 84 anos de um alquimista do cordel

Publicados

em

Mestre Gonçalo Ferreira
É o maior do cordel

Grande Gonçalo Ferreira
É poeta bacharel
Renomado menestrel
Aqui e no mundo inteiro
Grande vate condoreiro
Fez sua sagrada carreira
Faz versos de leite e mel
Sua poesia altaneira
Mestre Gonçalo Ferreira
É o maior do cordel.

Gustavo Dourado

Poeta que ensaia e conta
Um artista de primeira
Vate, nascido em Ipu
Pensador na dianteira
Tem ciência, prosa e verso
Quintessência candeeira

Cientista da palavra
Que versa em “alquimagia”
Relata seres e cosmos
Das artes à biologia
Revelador multiversa
Ciência da Astronomia

Festa em um, nove, três, sete(1937)
Ano do seu nascimento
Cearense, nordestino
Luminar do pensamento
Mestre consciencial
É o verso em movimento

Dia vinte de dezembro
Já bem perto do Natal
No interior cearense
Veio o vate magistral
A verve d’um Aderaldo
Sapiência cultural

Aos quatorze de idade
Chega ao Rio de Janeiro
Com o Cristo Redentor
Se iluminou por inteiro
Um contista nordestino
Transmutador pioneiro

Já em um, nove, seis, três(1963)
Começa a publicação
Publicou o primeiro livro
Eis: Um resto de razão
Coletânea nordestina
Em contos de elevação

Luta em um, nove, sete, oito(1978)
Na cultura popular
Sebastião Nunes Batista
Um mestre a lhe inspirar
Da Casa de Rui Barbosa
O Cordel a desbravar

Leia Também:  FOCO NA LITERATURA COM GUSTAVO DOURADO - Dostoiévski: 200 anos.

Na Feira de S. Cristóvão
O cordel em expansão
Ambiente nordestino
Poesia em profusão
É Gonçalo em evidência
E o grande Sebastião

Era ano um, nove, oito, dois(1982)
Morte de Sebastião
Na casa de Rui Barbosa
Um folheto em edição
Orígenes Lessa e outros
Gonçalo em publicação

Bem mais de duzentos títulos
Gonçalo já publicou
Poeta clarividente
Na “poiesis” se elevou
Um cultivador da estética
Na ética nos despertou

Tem o domínio da forma
Gramática da poesia
Seu cordel é “arquitexto”
O seu verso tem magia
Pluriversa iluminado
Na luz da cosmogonia

Cordéis curtos, florilégios
Literatura em Cordel
Em revistas e jornais
Gonçalo dissipa o mel
Nos anuários acadêmicos
Nos versos é bacharel

Tem textos sobre o cangaço
É expert em Lampião
Disseca Maria Bonita
Conselheiro do Sertão
Patativa do Assaré
E Padim Ciço Romão

Vertentes e evolução
Literatura e Cordel
O fenômeno Athayde
Os ensaios no papel
Cordel sobre Lampião
Cangaceiro menestrel

Sua temática vasta
Com ampla diversidade
Fatos circunstanciais
Vida, multiplicidade
Ciência e filosofia
Romance e liberdade

Leia Também:  FOCO NA SAÚDE - Quais são os tipos de cirurgia bariátrica existentes?

Sua beleza imagética
Matematiza poesia
Sua arte é dialética
Metafísica, epifania
A mística nordestina
É transmutante harmonia

Romances universais
Tem em sua trajetória
Mahatma Gandhi da paz
O seu caminho de glória
Gonçalo germina luz
A semente da história

Pois fez cordel sobre Gandhi
Foi grande a repercussão
Da Embaixada da Índia
Recebeu premiação
Foi publicado em inglês
Traduzido em alemão

É importante destacar
O Umberto Peregrino
Um nome fundamental
No espaço do destino
Incentivou a poesia
E o bom cordel nordestino

Tem família radiante
Com destaque para Mena
É artista de primeira
Na poesia é antena
Com apoio de lasmim
Coloca o cordel na cena

Presidiu a ABLC
Puxa o fio em carretel
“Candiero” luminoso
Trovador e menestrel
Quando o cordel foi tombado
Gonçalo fez bom papel

Casa de São Saruê
Bela Rio de Janeiro
A cultura do Nordeste
Ecoa no mundo inteiro
Mestre Gonçalo Ferreira
É um orgulho brasileiro

Pois versa com amplitude
Espaço e biografia
O cangaço, lendas, crenças
O folheto em sintonia
Um maestro do cordel
Um regente em sinfonia.

Gustavo Dourado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FOCO NAS NOTÍCIAS

FOCO ATUALIDADES

FOCO CIDADES

EMPREENDEDORISMO

CULTURA E EVENTOS

SAÚDE E BEM ESTAR

MAIS LIDAS DA SEMANA